Gastronomia Menus Completos Sabores de Portugal Vinhos Wines

Sugestão de Domingo com bons vinhos portugueses e gastronomia de Terras de Basto

Sugestão de Domingo com bons vinhos portugueses e gastronomia de Terras de Basto

Sugestão de Domingo com bons vinhos portugueses e gastronomia de Terras de Basto

Ao trazermos esta Sugestão de Domingo com bons vinhos portugueses e gastronomia de Terras de Basto, é irmos ao mais profundo conjunto de saberes e sabores.

Mariza – Gente da Minha Terra

Em espetáculo quando ainda era vivo o grande maestro que foi Bernardo Sassetti

A Geografia

A denominada zona de Terras de Basto é constituída por quatro municípios.

Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto, do distrito e Braga; e por Mondim de Basto e Ribeira de Pena no Distrito de Vila Real.

Mapa orográfico e hidrográfico com Mapa administrativo
Mapa orográfico e hidrográfico com Mapa administrativo

Ou seja, estamos numa zona que por força da orografia e rede fluvial, marca a transição entre Minho e Trás-os-Montes.

Em termos de rios, o principal é o Tâmega que marca de certa forma uma linha divisória.

Sugestão de Domingo com bons vinhos portugueses e gastronomia de Terras de Basto 2
O Moinho de Rei em Cabeceiras de Basto, um moinho de água que mostra bem a influência da água nesta região

Nesta sugestão de Domingo com bons vinhos portugueses e gastronomia de Terras de Basto, referimos a uma zona em que a existência de água tem papel fulcral.

Quer no desenvolvimento agrícola e especialmente nas características dos vinhos aqui produzidos.

Veja aqui: Vinhos com Denominação de Origem Controlada Vinhos Verdes da sub região de Basto

Sugestão de Domingo com bons vinhos portugueses e gastronomia de Terras de Basto 3
Verdejantes vinhedos da Quinta de Miramontes em Celorico de Basto. Cortezia da foto: Dr. Fernando Marinho, vereador do Município local

Uma questão de gestão de recursos

Esta constitui uma sub região com Denominação de Origem de Vinho Verde.

Cereais e leguminosas têm também aqui o seu espaço, assim como gado e espécies autócones nativas de Terras de Basto.

Ao levar até si esta sugestão de Domingo com bons vinhos portugueses e gastronomia de Terras de Basto levamos património.

Sugestão de Domingo com bons vinhos portugueses e gastronomia de Terras de Basto 4
O famoso alto da Senhora da Graça em Mondim de Basto

Desde carnes como a Barrosá ou Maronesa, ambas com DOP, ou o Cabrito Terras Altas do minho IGP.

Como em toda a zona de Entre-Douro-e-Minho, o Bacalhau é rei, e trazemos o nacional Bacalhau Assado com Batatas a Murro.

Cultura

Fique a saber que era o prato de bacalhau anteriormente referido era o preferido do escritor e novelista, Eça de Queirós.

Figura incontornável das artes, diplomacia, pensamento e intelectualidade portugesa, saído da chamada Geração de 70.

Adorava comer e beber; e fazia-o quase com uma gula capital !!!

Eca de Queiros

Fiquemos com os pratos e respetivas sugestões de harmonização.

Deixamos as receitas para a sua sugestão de Domingo com bons vinhos portugueses e gastronomia de Terras de Basto.


Caldo verde com feijão amarelo

Caldo Verde

Ingredientes

  • Couve-galega cegada
  • Feijão amarelo
  • Batata
  • Cebola
  • Salpicão
  • Azeite Extra Virgem
  • Sal Marinho

Preparação

Põe-se uma panela com água a ferver com a batata, a cebola e o feijão.

Depois de tudo cozido passa-se pelo passe-vite.

Acrescentam-se as couves e tempera-se com sal e azeite.

Nota

O Caldo Verde, embora comum noutras regiões de Portugal, tem no Minho e zonas limítrofes uma grande tradição, como acontece nas Terras de Basto.

Aqui, tradicionalmente, é feito com feijão amarelo, o feijão semeado no meio do milho regional destinado a broa.

Vinhos Recomendados

Bacalhau com batata a murro

Bacalhau com Batatas a Murro

Ingredientes

  • Bacalhau demolhado
  • Batatas novas pequenas
  • Alho
  • Azeite Extra Virgem
  • Sal Marinho

Preparação

Cozem-se as batatas com casca, em água temperada com o sal.

Depois de cozidas, escorre-se a água e colocam-se as batatas sobre uma superfície dura, dando-lhes um murro.

Assa-se o bacalhau na brasa, e servem-se juntamente as batatas regadas com azeite e alho, e, opcionalmente, com legumes da época salteados.

Vinhos Recomendados

Posta Barrosã ou Maronesa

Posta Barrosã ou Maronesa

Ingredientes

  • Naco de posta (Barrosã ou Maronesa)
  • Batata
  • Legumes da época: grelos, couve troncha ou galega, feijão verde, etc.
  • Alho
  • Azeite Extra Virgem
  • Sal Marinho

Preparação

Assar a carne na brasa com sal.

Pode ser acompanhada por legumes da época salteados em azeite e alho e com batata a murro ou batata cozida com casca alourada no forno ou na grelha.

Tudo regado com azeite e alho e, eventualmente, salsa ou outra aromática a gosto picada com cebola.

Vinhos Recomendados

Aletria Com ovos

Aletria com ovos

Ingredientes

  • 100 g de aletria ;
  • 4 dl de leite ;
  • 150 g de açúcar ;
  • 50 g de manteiga ;
  • 3 gemas ;
  • casca de limão ;
  • canela

Preparação

Coze-se a aletria em água durante 5 minutos e escorre-se.

Em seguida, leva-se o leite ao lume juntamente com a casca de limão, o açúcar e a aletria e deixa-se cozer.

Depois de a aletria estar cozida, junta-se a manteiga e, fora do lume, misturam-se as gemas previamente batidas.

Leva-se ao lume apenas para que as gemas cozam ligeiramente.

Serve-se a aletria polvilhada com canela.

Vinhos Recomendados


Ficheiro para download

Receitas do Menu de Terras de Basto – PDF


Uma curiosidade – A Festa das Papas

É uma tradição secular aqui em Terras de Basto !

As papas prontas a ser benzidas
As papas prontas a ser benzidas

Os alimentos que irão ser servidos na Festa das Papas – a broa, as papas, o entrecosto e o vinho – são benzidos pelo Pároco.

Sendo que “com esta bênção se deseja obter um ano feliz para as colheitas e para a boa saúde do gado, bens essenciais à sobrevivência dos homens.

Enquanto o pão é feito pelas afadigadas mulheres da aldeia nos dias que antecedem a festa, as papas são tarefa dos homens e confecionam.se no dia da festa, ainda a noite se faz sentir.

5-img_0014
O típico pote de ferro !!!

Em três enormes potes de ferro aquece-se a água com sal e cozem-se os nacos de entrecosto ainda com o courato.

Após a cozedura, retira-se e reserva-se, cozendo-se na água que daí resulta a farinha de milho branco que se vai mexendo de vez em quando.

As papas ficam bem consistentes, ou não fossem papas…

Prontas, estas retiram-se dos potes com enormes conchas da sopa e enchem-se malgas de barro vidrado, que se dispõem em mesas à espera de serem posteriormente benzidas.

2 Comentários

  1. Belo artigo .
    Parabens . Festa das papas em honra de sao sebastiao advogado da peste fome e guerra .

    1. Boa notie, Ricardo Correia. É sempre um prazer mostrar Portugal dentro do mundo dos vinhos. Tudo se complementa e está relacionado. Cumprimentos.

Deixe o seu comentário