PORTUGAL E O VINHO

Casa Linhar - Quintas de Sirlyn
Caraterização da Região do Dão
No Dão, o vinho resulta do amor entre os homens e a terra. Dão é nome de rio e da região que se espalha por vertentes de suave ondulação, de cor verde e dourado por vontade do sol e onde o vinho, como nos amores antigos, nasce há muito tempo. Por exemplo, o Infante Dom Henrique levou-o nas caravelas para Ceuta, em 1415 onde com ele celebravam a vitória. No Dão o vinho corre nas veias da…
LOGO A ORIGEM DA VIDEIRA
1 – A ORIGEM DA VIDEIRA
APOIOS           A origem da vinha e da videira perde-se nos tempos. consta até que precede a própria Humanidade! Presume-se há 65 milhões de anos, em que era apenas uma liana, que crescia de forma frondosa e em larga escala competindo com outras plantas. Existem diversas espécies  do génerop Vitis. No nosso caso interessa a espécie Vitis Vinifera, selecionada para a atual produção do néctar dos…
logo CHEGADA DA VIDEIRA A PORTUGAL
2 – CHEGADA DA VIDEIRA A PORTUGAL
APOIOS     Existe uma segunda corrente que refere que a introdução de vinha é anterior aos Fenícios, devido aos achados de graínhas de uva na zona de Marrazes (Leiria). No entanto, na zona da região anteriormente designada por Estremadura, foi onde os Fenícios iniciaram o plantio de vinha em larga escala, devido à sua posição bastante favorável quer em termos geográficos, quer em termos edafo-climáticos. Na altura, a Civilização…
LOGO ECVP
3 – EXPANSÃO DA CULTURA DA VINHA EM PORTUGAL – DA NACIONALIDADE ATÉ AO SÉCULO XVIII
PATROCÍNIOS     Após a fundação da Nacionalidade e consequente expulsão dos Mouros que permanecerem no nosso território mais de 4 séculos, retomou-se o cultivo de vinha, tendo sido fortemente incentivado o seu cultivo, entregando esta tarefa às ordens religiosas. ETAPAS CRONOLÓGICAS Chegaram primeiro os Beneditinos, os Clunicenses e finalmente a Ordem de Císter que na Estremadura teve ação forte e determinante em Alcobaça. O arroteamento de terras permitiu a…
LOGO VINHOS SEC XIX
4 – SÉCULO XIX – UM SÉCULO CONTURBADO
PATROCÍNIOS       Apesar da sobreprodução registada a meio deste século, factos gravosos levaram a um grande declínio da viticultura em Portugal. Invasões Francesas Começaram no início do século e conduziram ao abandono de terras e propriedades, a juntar aos saques perpetrados pelos invasores, culminando com o desvio de quase toda a mão-de-obra para a edificação da defesa de Lisboa, as célebres Linhas de Torres. Estamos na zona da…