Gastronomia Harmonização Vinhos Wines

Qual a melhor forma de harmonizar vinhos e queijos ? – Parte 1

Qual a melhor forma de harmonizar vinhos e queijos ? – Parte 1

Se estivermos dotados da melhor informação, podemos criar harmonizações maravilhosas entre vinhos e queijos !

Capa h queijos e vinhos 1
Vejamos algumas recomendações relativamente clássicas, para que numa ocasião próxima possa ter poucas dúvidas.

Próximo dia 10/02 disponível. Inscreva-se aqui !
Próximo dia 24/02 disponível. Saiba como provar e harmonizar. Inscreva-se aqui !

Regra 1 – Vinhos e Queijos de idêntica intensidade.

  • Queijo de Vaca com nozes ou queijos amanteigados – Poderemos optar por vinhos de médio corpo, madeira suave e relativamente jovens.

  • Castas Nacionais: Castelão, Trincadeira, Rufete; Castas Estrangeiras: Pinot Noir, Gamay.
  • Queijo da Ilha cura até 3 meses, de leite de vaca, Cheddar, gouda – Poderemos optar por vinhos taninosos, encorpados e  com madeira no mínimo 6 meses.

  • tonellerie rosseau 10
  • Castas Nacionais: Alicante Bouschet, Baga, Touriga Nacional ; Castas Estrangeiras: Cabernet Sauvignon, Merlot.

» Vinhos com mais de 14,5º são mais intensos e vão melhor com queijos de maior intensidade; vinhos abaixo de 12º combinam melhor com queijos mais delicados.

Próximo dia 10/02 disponível. Saiba como provar e harmonizar. Inscreva-se aqui !
Próximo dia 24/02 disponível. Saiba como provar e harmonizar. Inscreva-se aqui !

Regra 2 – Vinhos Tintos Encorpados e queijos com cura prolongada

  • Queijo da Serra com mais de 6 meses de cura, Parmesão – Poderemos optar por vinhos muito estruturados, com 3 anos de colheita e alguma acidez.

  • tonellerie rosseau 5
    Alguma madeira ligeiramente discreta dá maior amplitude

    Castas Nacionais: Tinta Roriz, Jaen, Alfrocheiro ; Castas Estrangeiras: Nero d’Avola.

  • Queijo da Serra com 9 meses de cura, Grana Padano – Poderemos optar por vinhos mais taninosos.

  • Com madeira
    Com madeira

    Castas Nacionais: Touriga Franca, Baga ; Castas Estrangeiras: Sangiovese, Syrah

» Com o prolongar da cura, os queijos perdem água, tornando-se mais ricos em sabores, acrescentando matéria gorda. Combina assim com os taninos dos vinhos.

Próximo dia 10/02 disponível. Saiba como provar e harmonizar. Inscreva-se aqui !
Próximo dia 24/02 disponível. Saiba como provar e harmonizar. Inscreva-se aqui !

Regra 3 – Com vinhos doces e licorosos

  • Merendas; queijos acompanhados de compotas – Poderemos combinar com Moscatel de Setúbal, vinho do Porto Tawny, Licorosos abafados e algumas colheitas tardias.

  • Vinhos Nacionais: Moscatel de Setúbal, Vinho do Porto, Carcavelos, Abafados, Colheitas Tardias

» A doçura destes vinhos ajuda a contrabalançar o ligeiro picante e intensidade deste tipo de queijos, especialmente os secos.

Deixe o seu comentário