Madeira Notas de Prova Os melhores Rankings Regiões Vinhos Wines

Henriques & Henriques Verdelho 10 anos

Henriques & Henriques Verdelho 10 anos

Foi provado o vinho Henriques & Henriques Verdelho 10 anos, da Região da Madeira.


Dados Sobre o Vinho

REGIÃO: Madeira
PRODUTOR: Henriques & Henriques
CASTAS: Verdelho
ÁLCOOL: 19,0%

Casta Verdelho da Madeira
Casta Verdelho da Madeira

Clima: Clima Atlântico.
Solo: argilosos, ácidos e basálticos.
Denominação: Vinho da Madeira

Solo Madeirense
Solo Madeirense

Notas de Prova

  • ASPETO: Aloirado âmbar suave.
  • AROMA: Apresenta excelentes notas típicas de frutos secos, compotas, tosta muito evidente e em equilíbrio com o complexo bouquet que apresenta.
  • BOCA: Vinho muito volumoso, untoso, intenso, grande equilíbrio doçura-acidez sem ser enjoativo, versátil e com toque de charuto e salinidade.
  • FINAL: Final de enorme comprimento.

Classificação: 91

ficha-apreciacao-henriques-e-henriques-verdelho-10-anos

Temperatura de Serviço: 14ºC


Harmonização (wine pairing)

Um vinho com frutos secos em aroma, compota e de boa estrutura, vai lindamente com um doce típico do Algarve, feito com melaço e frutos secos.

Morgado de Figo

morgado-de-figo

Receita

Ingredientes:

500 g de figos secos ;
500 g de amêndoa ;
500 g de açúcar ;
50 g de chocolate ;
10 g de canela ;
3 g de erva-doce ;
1 limão grande ;
açúcar em pó

Confecção:

Torram-se ligeiramente os figos e as amêndoas.

Depois de frios rala-se a amêndoa (só uma passagem na máquina) e pica-se o figo finamente com uma faca ou tesoura.

Num tacho, de preferência de arame, deita-se um copo de água (2 dl).

Junta-se o açúcar, o chocolate, a canela, a erva-doce, a raspa da casca do limão e deixa-se ferver até fazer ponto de cabelo.

Adiciona-se então a amêndoa, mexe-se, deixa-se ferver durante 5 minutos e junta-se o figo.

Mexe-se tudo muito bem para misturar e deixa-se ferver mais 5 minutos. Deixa-se arrefecer um pouco.

Tem-se uma tábua polvilhada com açúcar pilé, sobre a qual se deita a massa de figo.

Dá-se-lhe a forma redonda amparando-a com um cincho de folha ou com uma tira de papel grosso. Comprime-se bem.

Quando completamente frio, pincela-se o morgado com uma cobertura de açúcar como se disse para o morgado de amêndoa e enfeita-se a superfície com grangeia de várias cores.

Contorna-se com franjinhas brancas de papel de seda, cristal e celofane.

É com esta massa que se moldam as galinhas, coelhos, presuntos e outros motivos, que são parte importante da doçaria algarvia.

Há quem suprima a erva-doce e reforce a quantidade de limão: para 500 g de figo a raspa da casca de 5 limões médios.

O chocolate pode juntar-se ao mesmo tempo que a amêndoa, podendo a porção ser maior ou em parte substítuida por cacau. Há também quem não torre o figo.

Morgado de Figo – Versão para Impressão

 

 

Deixe o seu comentário