Douro Notas de Prova Os melhores Os Melhores Vinhos Tintos Rankings Regiões Vinhos Wines

Roble DOC Douro Tinto 2014

apreciacao Roble Douro Tinto 2014

Foi provado o vinho Roble Douro Tinto 2014, da Região Demarcada do Douro, produzido pela Epordouro na zona de Sabrosa


Dados Sobre o Vinho

Região: Douro
Produtor: Epordouro
Castas: Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Roriz and Tinta Barroca
Grau: 13,5º

Clima: Amplitude térmica anual elevada: Invernos muito frios e prolongados e verões tórridos
Solo: Xistos em cascalho
Denominação: DOC Douro

Notas de Prova

  • Aspeto: Cor rubi ligeiramente carregada.
  • Aroma: Apresenta notas de frutos silvestres maduros, frutos pretos, ameixa e algum cacau.
  • Na boca: Um vinho macio, de taninos sedosos, algum corpo, boa concentração e muito bom fruto.
  • O final: Final de longo comprimento.

Classificação: 86

ficha apreciacao Roble Douro Tinto 2014

Temperatura de serviço: 16ºC


Harmonização (Wine Pairing)

Temos um prato intenso, especiado, que leva sangue; nada melhor que um vinho de acidez, taninoso e com alguma fruta.

Arroz de cabidela de pica-no-chão

Receita típica minhota

Arroz de cabidela de pica-no-chão

INGREDIENTES

  • 1 frango
  • Azeite Quinta do Peto
  • 2 cebolas picadas
  • 2 dentes de alho picados
  • 1 folha de louro
  • Sal Marinho Rui Simeão
  • Para 2 chávenas de arroz carolino, o triplo de água quente
  • 1 copo de vinho maduro tinto ou branco
  • 4 rodelas de salpicão
  • 1 ramo de salsa
  • Sangue do frango misturado com um pouco de vinho tinto ou vinagre (depende do gosto de cada um)

PREPARAÇÃO

No fundo dum tacho com azeite, adicionam-se as cebolas e alhos bem picados, a folha de louro e o ramo da salsa.

Deixa-se refogar um pouco tendo o cuidado de não deixar queimar a cebola e o alho, podendo juntar desde logo o salpicão.

Acrescenta-se depois o frango limpo e cortado aos bocados e vai-se refogando, lentamente e juntando, de vez em quando, um pouco de vinho e água, para não torrar, ou queimar o frango, mexendo regularmente.

Quando o frango está quase cozido junta-se a água quente. Quando a água levantar fervura, junta-se o arroz.

Coze um pouco e, na hora de servir, junta-se o sangue coado, mexendo para incorporar bem.

Mantém-se a fervura um pouco mais, para cozer o sangue, e serve-se de imediato, pois este arroz, não se quer seco.

Arroz de cabidela de pica-no-chão – PDF

logo-ac-lourinha-2


Deixe o seu comentário