Gastronomia Sabores de Portugal Vinhos Wines

Origem e História dos Peixinhos da Horta

Origem e História dos Peixinhos da Horta

Origem e História dos Peixinhos da Horta

A Origem e História dos Peixinhos da Horta consta duma narrativa fabulosa !

Sabia que foram os portugueses a ensinar no Japão a técnica do polme ?

Atualmente prepara-se a famosa tempura com o polme que ensinámos ao seu povo.

Origem e História dos Peixinhos da Horta 2
A famosa Tempura japonesa

Sabia que a famosa tempura Japonesa nada mais é que a adaptação de algo ensinado pelos Portugueses?

Isto no Século XVI, período áureo dos Descobrimentos.

A origem e história dos Peixinhos da Horta deve-se aos navegarores António da Mota, Francisco Zeimoto e António Peixoto.

Estes seguiam num navio chinês com destino a Macau, quando foram desviados da rota.

Origem e História dos Peixinhos da Horta 4
Batendo o polme. Claro que não existiam batedeiras nos Descobrimentos.

Acabaram atracados na ilha japonesa de Tanegashima.

Ou seja, a origem e história dos Peixinhos da Horta praticamente ocorre fora do nosso território.

Decorria o ano de 1543 e estes três portugueses foram os primeiros europeus a pisar território japonês.

O país enfrentava uma guerra civil e começou a efetuar trocas comerciais com os portugueses.

Origem e História dos Peixinhos da Horta 5

O que introduzimos no Japão

Dessa forma, foi criado um posto no país, onde eram comercializadas armas, tabaco, sabão, lã… e receitas!

A origem e história dos Peixinhos da Horta tem esta parte que muitos desconhecem.

Passaram até hoje quase 500 anos, os mesmos que se comemoram da Viagem de Circum-Navegação de Fernão Magalhães.

Origem e História dos Peixinhos da Horta 6
Indispensável bom feijão verde

A negação ao Cristianismo

Os portugueses ficaram no país menos de 100 anos, até serem expulsos em 1639 quando uma lei ideológica foi imposta.

Essa lei acreditava que o Cristianismo era uma ameaça à sociedade japonesa.

Os portugueses lá se foram embora, mas deixaram uma coisa: feijão verde envolto em massa e frito, vulgo peixinhos da horta.

Origem e História dos Peixinhos da Horta 7
juntando feijão verde ao polme

O Legado

E a coisa pegou no Japão, tanto que hoje se chama tempura.

A origem e história dos Peixinhos da Horta são registadas em terras de Sol Nascente, contudo tem muito mais que contar.

De referir que os  Peixinhos  da  Horta  eram  inicialmente confecionadas nas embarcações portuguesas, como forma de preservar os vegetais.

nanban-jin

O termo “tempura” tem origem no latim “tempora”, que dizia respeito a um período de jejum imposto pela Igreja.

Os católicos não podiam comer carne e assim surgiu o prato.
Para o Chefe José Avillez, era também uma opção para quem não conseguia suportar o preço do peixe.

Portugal tem que ter imenso orgulho no conhecimento que espalhou pelo mundo fora !!!

Receita muito muito tradicional Portuguesa, especialmente na região da Estremadura.

Origem e História dos Peixinhos da Horta 8
Versão do Chefe Hernâni Ermida

O dilema da História

A origem e história dos Peixinhos da Horta, como a maioria das receitas gastronómicas estão repletas de algumas imprecisões.

Não se sabe ao certo a origem do nome desta preparação popular do feijão verde.

É provável que derive da sua semelhança com pequenos peixes fritos.

Este é um dos muitos exemplos de como com o pouco que tinham ao seu dispor, os portugueses, tiveram a capacidade de criar uma receita.

Origem e História dos Peixinhos da Horta 9
Podemos sempre utilizar um acompanhamento

Ou seja, em de usarmos 6 ovos para preparar uma omelete para 6 pessoas, utilizamos apenas 2.

Esta especialidade pode ser servida como petisco, entrada ou acompanhamento de pratos de carne ou peixe.

Peixinho da Horta é um um prato que tanto serve para petisco como para uma refeição.

Basicamente é feijão verde tenro frito num polme, podemos fazer assim bem crocante e fino ou podemos fazer peixinhos da horta com colheradas de polme como se fosse uma patanisca.


Receita

Origem e História dos Peixinhos da Horta 10
Peixinhos da Horta

Ingredientes

  • 400g de feijão-verde
  • 150g de farinha com fermento
  • 2 ovos
  • 1 dl de agua com gás bem gelada
  • 1 c .s de azeite
  • Sal Marinho
  • Pimenta q. b
  • Óleo para fritar

Preparação

Limpe o feijão-verde, retire o fio e leve-o a cozer em água temperada com sal durante 5 minutos.

Depois, escorra e deixe arrefecer.

Prepare o polme.

Deite a farinha para uma tigela, tempere com sal e pimenta, junte os ovos, o azeite e a água em fio, mexendo sempre até ficar um polme liso.

Leve ao lume um tacho com óleo abundante e deixe aquecer.

Mergulhe o feijão-verde, um a um, no polme, deixe escorrer um pouco, deite no óleo e deixe fritar até ficarem douradinhos.

Retire e deixe escorrer.

Sirva, por exemplo, com arroz de tomate.


Vinhos Recomendados

2 Comentários

Deixe o seu comentário