Gastronomia Sabores de Portugal Vinhos Wines

A doce e perfumada Maçã de Alcobaça IGP

Maca alcobaca 3

A doce e perfumada Maçã de Alcobaça IGP

Para falarmos sobre a doce e perfumada Maçã de Alcobaça IGP, temos que recorrer à área deste território que vem de tempos seculares.

Eram conhecidos pelos “coutos de Alcobaça”.

Mapa dos Coutos de Alcobaça (clique para ampliar)
Mapa dos Coutos de Alcobaça (clique para ampliar)

A delimitação inicial dos Coutos de Alcobaça deveu-se essencialmente aos factores políticos existentes à data (séc. XII/XIII), existindo indicações históricas de que, na realidade, a área se estendia mais para sul.

Os monges ocuparam assim as áreas com aptidão agrícola e que correspondem às atuais áreas de produção da maçã.

Maca alcobaca

Para termos a doce e perfumada Maçã de Alcobaça IGP até aos dias de hoje, muito se fez e melhorou.

O cultivo de fruteiras, em especial de macieiras, começa logo a ter importante significado.

pomar

Numa época em que a doçaria estava pouco desenvolvida, a maçã servia de sobremesa depois de faustosas refeições.

Flor que origina a Maçã de Alcobaça IGP
Flor que origina a Maçã de Alcobaça IGP

Área de produção:

A área geográfica delimitada abrange, do ponto de vista administrativo, os concelhos de Alcobaça, Batalha, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Leiria, Lourinhã, Marinha Grande, Nazaré, Óbidos, Peniche, Porto de Mós, Rio Maior e Torres Vedras.

Área de delimitação da Maçã de Alcobaça IGP
Área de delimitação da Maçã de Alcobaça IGP

A obtenção de frutos de qualidade depende da boa vocação frutícola dos solos e também das técnicas culturais e porta-enxertos utilizados.

Em Alcobaça encontra-se de tudo um pouco, decorrentes do know-how acumulado de gerações e séculos de plantação.

Agente especial em plena polinização. Essencial para frutificar.
Agente especial em plena polinização. Essencial para frutificar.

Também nesta vertente se pode falar em terroir, falando assim sobre a doce e perfumada Maçã de Alcobaça IGP.

Como qualquer árvore de fruto, tem um período de descanso, período vegetativo, de floração, crescimento de frutos e colheitas !

maca alcobaca 2 frutos

Cada qual aparece em desenvolvimento sazonal diferente.

Também aqui, a monda dos frutos, quando necessária, deverá ser sempre feita para melhorar a qualidade e evitar a alternância.

O terreno do pomar durante o período de deficit hídrico deve manter-se isento de ervas.

Características

A doce e perfumada Maçã de Alcobaça IGP tem as seguintes variedades:

Casa Nova, Gol-den Delicious, Red Delicious, Gala, Fuji, Granny Smith, Jonagold, Reineta e Pink.

Tudo obtido na área geográfica delimitada, caracterizados pela elevada consistência e crocância, pela elevada percentagem em açúcar e por uma acidez também elevada, o que lhes confere um gosto agridoce e aroma intenso.

Maca alcobaca 2

Os elevados teores de acidez total, é fundamental no equilíbrio entre os açúcares e os ácidos que confere às maçãs de Alcobaça o aroma e o sabor agridoce específicos que as diferenciam de outras.


Receita

Bacalhau com puré de grão e crocante de chouriço mouro com Maçã de Alcobaça

Bacalhau com puré de grão e crocante de chouriço mouro com Maçã de Alcobaça

Ingredientes (4 pessoas):

  • 4 cachaços de bacalhau pronto a cozinhar Lugrade
  • 1 molho de espinafres frescos
  • 1 frasco de grão cozido (400 gr)
  • 100 gr de chouriço mouro
  • 2 maçãs royal gala de Alcobaça
  • 2 cebolas médias
  • 4 dentes de alho
  • 1 folha de louro
  • 2 dl de azeite
  • 1 colher de sopa de pão ralado
  • Sal Marinho qb
  • Pimenta em grão qb
  • 2 colheres de sopa de coentros picados

Confeção:

1 – Comece por cozer os cachaços de bacalhau em vapor, por 10 minutos, em água aromatizada com 1 dente de alho esmagado e uns grãos de pimenta.

Assim que o bacalhau começar a lascar e a soltar-se da espinha, retire do vapor, lasque-o e elimine peles e espinhas.

2 – Faça uma cebolada com 1,3 dl de azeite, as cebolas em rodelas, 2 dentes de alho laminados e 1 folha de louro.

Deixe a cebola cozinhar sem ganhar cor, de seguida envolva nela as lascas de bacalhau e reserve.

3 – Pique o chouriço mouro com uma faca, deixe frigir numa frigideira anti aderente e junte-lhe as maçãs raladas com casca, guardando meia maçã em fatias inteiras e finas.

Cerca de 3 minutos depois, junte o pão ralado, misture e reserve.

4 -Triture o grão cozido com a varinha mágica, reduzindo-o a puré. Num tacho deite um pequeno fio de azeite e 1 alho picadinho.

Quando o alho começar a estalar sem queimar, junte o puré de grão, envolva tudo durante 2 a 3 minutos e junte os coentros picados.

Retifique de sal, termine o puré e reserve.

Salteie os espinafres por 3 minutos no restante azeite e alho laminado. Tempere de sal.

Finalização e empratamento: faça uma cama de espinafres, por cima coloque o puré de grão e, por cima, as lascas de bacalhau em cebolada.

Termine com o crocante de chouriço mouro e as fatias finas de maçã.

Leve ao forno a 200ºC durante cerca de 10 minutos, apenas o suficiente para a maçã gratinar um pouco.

12 vinhos recomendados


Veja ainda

A conventual e nacional Barriga de Freira

A portuguesa típica e brilhante sardinha

A Alcatra da Ilha Terceira nos Açores

1 Comentário

  1. VOU FAZER ESTA RECEITA, QUE ME PARECE MUITO BOA E ORIGINAL.
    POR FAVOR PONHAM AS RECEITAS EM PDF, PARA IMPRIMIR É MUITO MELHOR.

Deixe o seu comentário