Estremadura Notas de Prova Os melhores Os Melhores Vinhos Tintos Rankings Regiões Vinhos Vinhos de Lisboa Wines

Vale da Mata Tinto 2014

apreciacao Vale da Mata Tinto 2014

Foi provado o vinho Vale da Mata Tinto 2014, produzido na região de Vinhos de Lisboa, na zona da Serra d’Aires


Dados Sobre o Vinho

Região: Vinhos de Lisboa
Produtor: Vale da Mata
Castas: Touriga Nacional, Aragonez, Syrah
Álcool: 13%

Clima: Atlântico quase de litoral, com brisas marinhas matinais, e ventos provenientes da Serra da Estrela.
Solo: granítico-calcário
Denominação: Regional Lisboa

Notas de Prova

  • Aspeto: Côr granada profunda.
  • Aroma: Bom aroma inicial de frutos pretos maduros, ameixa, algumas nuances florais e bom toque de especiaria.
  • Na boca: Vinho relativamente encorpado, com bons taninos, bom volume de boca, um toque de notas fumadas tudo muito bem conjugado e definido. Muito boa complexidade.
  • O final: Final bastante persistente.

Classificação: 93

ficha apreciacao Vale da Mata Tinto 2014

Temperatura de Serviço: 16ºC


Harmonização (Wine Pairing)

Um vinho com esta estrutura, taninos vincados e alguma acidez, requer um prato composto. O bacalhau é fibroso e acompanha ainda com pimentos.

Bacalhau com Pimentos e Grão-de-Bico

Prato Queiroseano

Ingredientes:

  • 350g de grão-de-bico cozido
  • 1 posta grande de bacalhau Lugrade
  • 1 tomate grande maduro
  • 1 pimento verde
  • 1 raminho de salsa
  • 2 dentes de alho
  • Sal Marinho Rui Simeão
  • Pimenta q.b.
  • Azeite Valle Madruga
  • Vinagre q.b.

Preparação:

Coza a posta de bacalhau em água temperada com umas pedrinhas de sal.

Entretanto grelhe o pimento (no forno ou numa grelha no fogão) até estar cozinhado e lhe conseguir retirar a pele.

Corte o tomate em cubinhos e pique a salsa e os dentes de alho finamente.

Quando o bacalhau estiver cozinhado limpe-o de peles e espinhas, e depois de assado retire a pele ao pimento, limpe-o de sementes e corte-o em pedacinhos.

Numa saladeira junte o grão de bico cozido, o bacalhau desfiado, o tomate e o pimento em cubos, a salsa e o alho picados.

Tempere, se necessário, com umas pedrinhas de sal, um pouco de pimenta e regue generosamente com azeite e um pouco de vinagre.

Envolva bem todos os ingredientes e deixe a ganhar sabor pelo menos uma hora antes de servir.


Eça de Queiroz: Fradique Mendes – Memórias e Notas

Só uma ocasião, nesta especialidade considerável, o vi plenamente satisfeito.

Foi numa taverna da Mouraria (onde eu levara), diante de um prato complicado e profundo de bacalhau, pimentos e grão-de-bico.

Para o gozar com coerência, Fradique despiu a sobrecasaca.

E como um de nós lançara casualmente o nome de Renan, ao atacarmos o pitéu sem igual, Fradique protestou com paixão:

Nada de ideias! Deixem-me saborear esta bacalhoada, em perfeita inocência de espirito, como no tempo do senhor D. João V, antes da democracia e da crítica.


 

 

 

Deixe o seu comentário