PORTUGAL E O VINHO PORTUGAL VÍNICO Vinhos Wines

Vinhos com Denominação de Origem de Arruda dos Vinhos

297941_131903923575628_1384712608_n

Vinhos com Denominação de Origem de Arruda dos Vinhos

Dentro da Região de Lisboa temos os Vinhos com Denominação de Origem de Arruda dos Vinhos.

Uma zona da qual pouco se fala mas com terroir único !

1377448_480230008743016_963200334_n
Mosto na Casa Ribeiro Correa

Qualquer referência à importância do sector vitivinícola neste concelho torna-se irrelevante face ao destaque que lhe é concedido ao integrar o próprio topónimo – Arruda dos Vinhos.

Origens

É povoação de origem remota, dominada pelos árabes e conquistada por D. Afonso Henriques em 1160, data em que lhe é atribuído o primeiro foral, confirmado em 1519 por D. Manuel I.

trail-de-arruda-dos-vinhos-ldtv

Vinicamente falando basta dizer que Gil Vicente fez imensa referência e alus~so ao vinho de Arruda.

A região foi duramente castigada no séc. XIX pelos ataques de oídio e pela filoxera.

Terroir

Contudo, as condições edafo-climáticas, particularmente adequadas para a cultura vitícola, fizeram ultrapassar esta fase e a paisagem voltou a contar com a presença forte da vinha.

Vinha da Quinta de São Sebastião
Vinha da Quinta de São Sebastião

Tal nos permite falar de Vinhos com Denominação de Origem de Arruda dos Vinhos !

Embora não existam na região maciços montanhosos ou altitudes significativas, o relevo é predominantemente de encosta.

Vinha da Quinta das Hortênsias em Vila Franca de Xira
Vinha da Quinta das Hortênsias em Vila Franca de Xira

A orientação dos vales e a influência atlântica, condicionam o seu clima que pode então ser caracterizado por temperaturas amenas.

Há ainda a registar precipitação média, ausência de geadas tardias, fraca nebulosidade e humidade relativa do ar variando pouco ao longo do ano.

Sala de Barricas da Casa Ribeiro Correa
Sala de Barricas da Casa Ribeiro Correa

Os solos mais adequados para a cultura da vinha têm origem geológica no Jurássico e podem ser referenciados como predominantemente argilo-calcários.

As uvas

A qualidade da matéria prima, associada a uma laboração cuidada e uma gestão eficiente, confirmaram com facilidade o nome Arruda.

Uvas de Toutiga Nacional para a Adega de Arruda dos Vinhos
Uvas de Toutiga Nacional para a Adega de Arruda dos Vinhos

Consequentemente, a zona foi reconhecido como o de região para a produção de VQPRDs. A concretização foi então formalizada com o Decreto-Lei nº 331/89, de 27 de Setembro.

Esta zona de  Vinhos com Denominação de Origem de Arruda dos Vinhos conta com 2.120 ha de vinha.

Eng António Ventura em ação. No copo primeiro mosto de Syrah
Eng António Ventura em ação. No copo primeiro mosto de Syrah

As explorações são bem dimensionadas e que também na elaboração e comercialização de vinhos confirmam os méritos da região.

Os principais produtores são a Adega Cooperativa de Arruda dos Vinhos , a Quinta de S. Sebastião e Casa Agrícola Ribeiro Correa, que no conjunto de Vinhos certificados (DOC e Regional) comercializaram cerca de 150 mil garrafas.

DSC04118

Há ainda referência à Quinta das Hortênsias que apesar de fora do DOC de Arruda jamais poderia deixar de se mencionado.

A distância é curta, terroir semelhante, situada nas costas da Castanheira do Ribatejo e é uma grande surpresa de qualidade!

Deixe o seu comentário