Gastronomia Sabores de Portugal Vinhos Wines

Típica carne de alguidar

Típica carne de alguidar

Típica carne de alguidar

Especialmente com o aproximar do inverno, começava-se com as matanças do porco, das quais resultava esta típica Carne de Alguidar.

Um pouco por todo o país, de Trás-os-Montes ao Algarve, algumas carnes eram cortadas logo na altura do evento, temperadas umas horas e depois era só colocar a fazer.

Típico amanhar do porco em Valpaços. Foto antiga dos anos 70
Típico amanhar do porco em Valpaços. Foto antiga dos anos 70

Era o culminar dum trabalho ou de família, ou entre amígos e vizinhos que cooperavam para se matar então o porco.

Era um acontecimento e então a típica carne de alguidar era o seu corolário !

Atualidade

Atualmente é mais difícil até por causa de requisitos de Segurança Alimentar.

Típica carne de alguidar 4
Mãos sábias na confeção de iguarias que tanto nos deleitam e causam pecado da gula.

Contudo vemos produtos derivados em vácuo que ainda mais suscita dúvidas.

Principalmente com todos os conservantes ali adicionados, quer para conservar quer para manter boa cor.

Uma ilusão verdadeira para os consumidores.

Especialmente no Alentejo ou Algarve, a típica carne de alguidar é acompanhada com migas ou xerém (papas de milho).

fumeiros
fumeiros

Estas migas, confecionadas à base de pão caseiro de trigo, azeite ou banha de porco e alho, em tempos idos, eram a especialidade do homem da casa.


Harmonização com Vinho

Recomendam-se vinhos tintos encorpados, com taninos vivos e algum travo de madeira.

Boa madeira no vinho a acompanhar a Carne de Alguidar é essencial
Boa madeira no vinho a acompanhar a Carne de Alguidar é essencial

Contudo brancos com alguma idade, parcialmente estagiados em barrica e muito estruturado fará com certeza as delícias dos comensais.


Receita

hqdefault
Carne de Alguidar; já com utensílios modernos

Ingredientes

  • 500 g de carne de porco magra
  • 100 g de toucinho curado (ou bacon)
  • 500 g de pão de véspera
  • ½ pimento vermelho
  • 7 dentes de alho
  • 1 c. café de piripiri
  • 2 c. sopa de pimentão doce
  • ½ cálice de vinho branco (cerca de 100 ml)
  • Água, banha e sal q.b.

Modo de preparação

Corte a carne em cubos. Pele, lave e esmague os dentes de alho. Lave e corte em quadrados pequenos o pimento vermelho.

Num processador ou almofariz junte o pimento vermelho, quatro dentes de alho, o piripiri, o pimentão e sal a gosto.

Esmague muito bem até formar uma pasta (Deve deixar o preparado ligeiramente salgado).

Junte este preparado à carne de porco e misture muito bem.

Regue com o vinho branco e deixe repousar no frigorífico durante uma hora. (antes colocava-se o alguidar dentro da salgadeira)

Corte o pão em fatias finas e reserve.

Corte o toucinho em tiras finas e leve a fritar em lume brando numa caçarola.

Quando estiver frito retire para uma frigideira anti-aderente junte a carne de porco temperada e deixe fritar em lume brando, mexendo de vez em vez.

Deixe fritar bem, depois apague o lume e reserve.

Entretanto junte os três dentes de alho esmagados à gordura do toucinho e deixe alourar ligeiramente.

Disponha as fatias de pão em camadas, junte água até meio e com uma colher de madeira mexa até desfazer bem o pão.

Quando o pão estiver desfeito vá dando voltas (como nas omeletes) até absorver a água e fritar bem. Se necessário junte mais banha.


Ficheiro para download

Carne de Alguidar – PDF


12 vinhos Recomendados

A carne de alguidar é por isso especialidade rara, e que se comia apenas no dia da confeção dos enchidos.

Estas iguarias eram todas confecionadas e feitas manualmente.

Com mãos sabedoras e cheias na tripa do porco devidamente lavada e desinfetada habitualmente com vinagre ou sumo de limão.

Típica carne de alguidar 8
Caçoila ou panelas de ferro muito utilizadas outrora, já com água fervente.

Antes de se começar a dura lide, de converter tripas e quilos de carne temperada em deliciosas e aromáticas chouriças e paios para o ano inteiro, retirava-se uma caçoila cheia de carne para o almoço.

Que originava a típica carne de alguidar de que aqui falamos!!!

2 Comentários

Deixe o seu comentário