Segredos Turismo Vinhos Wines

As típicas e festivas lagaradas das vindimas

Celeiros do Douro

As típicas e festivas lagaradas das vindimas

O acontecimento era e ainda constitui uma festa, e de onde resultam as típicas e festivas lagaradas das vindimas !!!

Em explorações familiares é um ato de comunhão em que todos participam, tendo como ponto alto a pisa-a-pé das uvas.

As típicas e festivas lagaradas das vindimas
A freguesia de Celeirós do Douro e respetiva Junta fazem questão de manter a tradição !!!

Trabalho duro e penoso que se ameniza com músicas e cantares populares.

Durante as lagaradas, exeto menores de idade, um caneco passa de mão em mão e de boca em boca.

Sempre num registo de moderação, claro, excetuando claro está os mais valentes da safra.

Preparando o repasto
Preparando o repasto

Mas as lagaradas não se resumiam à transformação das uvas.

Também durante a apanha de azeitona, esmagamento por pesadas mós e ainda a respetiva prensagem, se fazia a festa da boa colheita.

Era um consolo ver o ouro amarelo e líquido escorrer da bica e com o seu inebriante cheiro, sinónimo de qualidade.

Pisa-a-pé na Real Companhia Velha já com lagares modernos
Pisa-a-pé na Real Companhia Velha já com lagares modernos

Também assim era e é nos velhos lagares de pedra que em especial ainda assim ocorrem as típicas e festivas lagaradas das vindimas.

Em especial na Beira Alta, Beira Baixa, Dão e muito ainda assim se faz no Douro e Trás-os-Montes.

Pés descalços que sentem o esmagar do fruto
Pés descalços que sentem o esmagar do fruto

Mais do que uma tradição

As típicas e festivas lagaradas das vindimas são um ritual !

E das mais antigas ainda hoje têm lugar nas propriedades da saudosa Da. Maria Antónia Ferreira, sendo o momento mais aguardado.

A pisa-a-pés é um processo absolutamente limpo, cujo mosto na fervura faz emirgir as impurezas e que depois são facilmente removidas antes do vinho descansar nas enormes cubas.

Quando o vinho assim o exige, vai logo para barricas de carvalho.

Aqui utiliza-se tanoaria nacional !!!

E como no fim da jorna o corpo quer repasto, deixamos uma receita típica de Lagarada de Bacalhau, sempre regada por extraordinário azeite e acompanhado por ainda melhor vinho !!!


Receita

Lagarada de Bacalhau

lbacalhau2_burned

INGREDIENTES

  • Batatas (pequenas ou médias com casca)
  • Bacalhau demolhado
  • Alho
  • Cebola
  • Azeite Virgem-Extra Valle Madruga
  • Sal Marinho

PREPARAÇÃO

Assam-se as batatas no forno (anteriormente na caldeira de aquecimento do lagar) e o bacalhau por sua vez é assado na brasa.

Depois de cozinhados, desfaz-se o bacalhau em lascas e as batatas prensadas com a mão e misturam-se numa tigela de barro.

Sabia que…

O milho é muito utilizado na Beira Alta, em papas doces ou salgadas feitas com nabiças ou couves, conforme a época.

Pica-se muito bem o alho e a cebola e junta-se ao preparado de bacalhau com as batatas .

É regado com o azeite quente, que simboliza ou representa o azeite acabado de fazer.

RITOS E HÁBITOS

Nos tempos em que os lavradores se tinham que deslocar ao lagar de azeite, as viagens eram longas e o fabrico do azeite igualmente demorado.

A Lagarada surge no lagar aproveitando o calor das caldeiras e o azeite acabado de fazer.

Era acompanhada com enchidos: bucho, farinheira e chouriça.


12 vinhos recomendados

 

Deixe o seu comentário