Douro Notas de Prova Os melhores Rankings Regiões Vinhos Vinhos Fortificados ou de Sobremesa Wines

Quinta do Estanho Porto LBV 2013

apreciacao Quinta do Estanho Porto LBV 2013

Foi provado o vinho Quinta do Estanho Porto LBV 2013, produzido na Região Demarcada do Douro, zona de Alijó


Dados Sobre o Vinho

Região: Douro
Produtor: Quinta do Estanho
Castas: Típicas da região
Álcool: 19,0%

Clima: Amplitude térmica anual elevada: Invernos muito frios e prolongados e verões tórridos
Solo: Xistoso, pobre e acidentado
Denominação: DOP Porto

Notas de Prova

  • Aspeto: Côr rubi muito profunda.
  • Aroma: Ainda um pouco fechado no aroma inicial, mas muito poderoso na essência do que deve ser um verdadeiro Porto. Muito fruto vermelho, ameixa madura, compota, algum chocolate, excelente tosta e até alguma resina.
  • Na boca: Taninos excecionais mas marcantes! Grande volume na boca, de enorme untuosidade, grande concentração e equilíbrio acidez/doçura. Temos vinho para muitos anos. Assim permitam que o lote resista.
  • O final: Excelente persistência ao fruto. Marca muito o nosso retro-gosto

Classificação: 90

ficha apreciacao Quinta do Estanho Porto LBV 2013
Temperatura de serviço: 14ºC


Harmonização (Wine Pairing)

Temos uma sobremesa láctea e com alguma canela que combina em contraste com o corpo deste Porto e a sua doçura.

Pudim de Coalhada

Receita típica da Ilha Graciosa

Pudim de Coalhada

Ingredientes

  • 4,5 l de leite
  • coalho em pó
  • 1 chávena de farinha de rolão (aprox)
  • 500 g de açúcar
  • 1 colher de sopa de manteiga (bem cheia)
  • 4 ovos
  • 1 colher de chá de canela
  • manteiga
  • pão ralado
  • 100 g de açúcar para o caramelo (facultativo)

Preparação

Aquece-se o leite ligeiramente e deita-se num alguidar previamente escaldado e enxuto.

Dissolve-se o coalho (aproximadamente uma colher de café rasa) numa colher de sobremesa de água apenas morna e adiciona-se ao leite (que não deve estar a mais de 35ºC) a pouco e pouco e mexendo sempre.

Cobre-se o alguidar com uma toalha, abafa-se e sem se mexer deixa-se coalhar (leva entre 4 a 5 horas).

Estando o leite coalhado, dão-se-lhe cortes em cruz, para facilitar a extracção do soro.

Com a ajuda de uma escumadeira retira-se o coalho para dentro de um pano fino (cassa) e espreme-se para se obter um preparado seco.

Divide-se esta coalhada em três montinhos iguais e toma-se de farinha de rolão peneirada o equivalente em volume a um montinho de coalhada.

Aos 500 g de açúcar retira-se um pouco que se bate e leva ao lume com a manteiga e os ovos inteiros.

Deixa-se levantar fervura e retira-se do calor.

Quando frio junta-se ao preparado a coalhada, o rolão, o restante açúcar, a canela e, se a massa se apresentar dura, mais meio ou mesmo um ovo inteiro, pois a massa deste pudim deve ser branda.

Depois de tudo bem misturado deita-se o preparado numa forma muito bem untada com manteiga e polvilhada de pão ralado.

Leva-se a cozer em forno médio.

Verifica-se a cozedura do pudim espetando-o com um palito.

Desenforma-se o pudim cinco minutos após sair do forno.

Pode servir-se tal qual ou enfeitar com frutas cristalizadas ou com fios de açúcar caramelo (cabeleira).

Pudim de Coalhada PDF


Deixe o seu comentário