Ciclo Vegetativo da Videira Segredos Vinhos Wines

Primeira folhagem da videira na Primavera antes da floração

capa primeira folhagem

Primeira folhagem da videira na Primavera antes da floração

Durante esta etapa ocorre a expansão vegetativa, observando-se o aparecimento da primeira folhagem da videira na Primavera antes da floração.

Da podagem ao despertar

Neste processo e após o seu adormecimento, verificamos o despertar fenológico da videira.

Tudo proporcional aos nutrientes acumulados durante a fase inverno-primavera.

Um processo sensível durante o qual poderá aparecer o ataque fúngico originando o Oídio
Um processo sensível durante o qual poderá aparecer o ataque fúngico originando o Oídio

Os gomos ou olhos latentes choraram previamente, abrolharam e empurram uma espécie de escamas.

choro
A estação da Primavera é isto mesmo.

A renovação, o ressurgimento, o nascer de novo, o pintar da paisagem de cor de folhas verdes e flores.

A Primavera simboliza também a fertilidade, qual o movimento “Oh Fortuna” da Carmina Burana ou os Ovos Pascais.


Primeiro abrolhamento até à folhagem

Abrolhamento em Negra Mole no Algarve
Abrolhamento em Negra Mole no Algarve

Obtén-se assim a primeira folhagem da videira na Primavera antes da floração, em forma de pelugem e assim surgem as primeiras folhas.

Os primeiros gomos a brotar correspondem aos da extremidade dos sarmentos que conferem à planta o seu efeito trepador, sendo que este fenómeno é mais ou menos retardado.

Sarmentos e seus órgãos
Sarmentos e seus órgãos

Quem efetua podagem mais tarde, especialmente em climas continentais, aproveita esse mesmo clima para terem a geada ou neve como defesa.

Os fatores contribuem para variar este ciclo podem ser de natureza edafo-climatérica, altitude, a casta e amplitude térmica ao longo do ano.

Esquema da videira no surgimento dos gomos
Esquema da videira no surgimento dos gomos

Pode variar entre 4 meses em países e regiões mais quentes ou de clima mediterrâneo, até aos 7-8 meses em zonas mais frias ou de climas continentais.

Para os processos anteriores, do choro e abrolhamento da videira, necessitamos respetivamente de temperaturas superiores a 5ºC e entre 8-12ºC para o abrolhamento.

Desenvolvimento do pâmpano
Desenvolvimento do pâmpano

A casta é dos principais fatores para que o abrolhamento seja precoce, médio ou tardio. Atingimos o designado zero vegetativo.

Este é dos períodos mais críticos previamente ao aparecimento da primeira folhagem na videira.

videira Vitis Vinífera em estado espontâneo e selvagem
videira Vitis Vinífera em estado espontâneo e selvagem

Quanto mais a Norte, maior é a opção por castas de abrolhamento tardio. No hemisfério Norte ocorre entre Março-Abril. No hemisfério Sul entre Setembro-Outubro.

O Crescimento

As primeiras folhagens dos sarmentos ou gomos dão origem ao crescimento de um pâmpano, ramo do qual irão originar-se novas folhas e consequentemente as novas flores.

Morfologia final da videira com fruto - distam 2 a 3 meses até aparecer o pintor
Morfologia final da videira com fruto – distam 2 a 3 meses até aparecer o pintor

Em Portugal entre meados e finais de Abril teremos então o aparecimento da primeira folhagem da videira antes da floração .


Ver ainda:

 


Diferenças entre Vitis viníferaVitis labrusca


Galerias – Desenvolvimento em 2018

(Fonte das imagens dos próprios produtores)

Herdade dos Pimentéis, Aragonez – Portimão, Algarve

H pimenteis 2

Fotos tiradas na segunda quinzena de Abril

Quinta Seara d’Ordens, Touriga Franca e Códega do Larinho – Peso da Régua, Douro

Fotos tiradas na segunda quinzena de Abril

Quinta do Cerrado da Porta, Chardonnay – Sobral de Monte Agraço, Lisboa

Chardonnay QCP

Fotos tiradas na primeira quinzena de Abril

Epordouro, Touriga Nacional – Sabrosa, Douro

abrolhos em sabrosa - epordouro

Fotos tiradas na segunda quinzena de Abril


Deixe o seu comentário