Ciclo Vegetativo da Videira Segredos Vinhos Wines

Primeira folhagem da videira na Primavera antes da floração

Primeira folhagem da videira na Primavera antes da floração

Durante esta etapa ocorre a expansão vegetativa, observando-se o aparecimento da primeira folhagem da videira na Primavera antes da floração.

Da podagem ao despertar

Neste processo e após o seu adormecimento, verificamos o despertar fenológico da videira.

Tudo proporcional aos nutrientes acumulados durante a fase inverno-primavera.

Um processo sensível durante o qual poderá aparecer o ataque fúngico originando o Oídio
Um processo sensível durante o qual poderá aparecer o ataque fúngico originando o Oídio

Os gomos ou olhos latentes choraram previamente, abrolharam e empurram uma espécie de escamas.

choro
A estação da Primavera é isto mesmo.

A renovação, o ressurgimento, o nascer de novo, o pintar da paisagem de cor de folhas verdes e flores.

A Primavera simboliza também a fertilidade, qual o movimento “Oh Fortuna” da Carmina Burana ou os Ovos Pascais.


Primeiro abrolhamento até à folhagem

Abrolhamento em Negra Mole no Algarve
Abrolhamento em Negra Mole no Algarve

Obtén-se assim a primeira folhagem da videira na Primavera antes da floração, em forma de pelugem e assim surgem as primeiras folhas.

Os primeiros gomos a brotar correspondem aos da extremidade dos sarmentos que conferem à planta o seu efeito trepador, sendo que este fenómeno é mais ou menos retardado.

Sarmentos e seus órgãos
Sarmentos e seus órgãos

Quem efetua podagem mais tarde, especialmente em climas continentais, aproveita esse mesmo clima para terem a geada ou neve como defesa.

Os fatores contribuem para variar este ciclo podem ser de natureza edafo-climatérica, altitude, a casta e amplitude térmica ao longo do ano.

Esquema da videira no surgimento dos gomos
Esquema da videira no surgimento dos gomos

Pode variar entre 4 meses em países e regiões mais quentes ou de clima mediterrâneo, até aos 7-8 meses em zonas mais frias ou de climas continentais.

Para os processos anteriores, do choro e abrolhamento da videira, necessitamos respetivamente de temperaturas superiores a 5ºC e entre 8-12ºC para o abrolhamento.

Desenvolvimento do pâmpano
Desenvolvimento do pâmpano

A casta é dos principais fatores para que o abrolhamento seja precoce, médio ou tardio. Atingimos o designado zero vegetativo.

Este é dos períodos mais críticos previamente ao aparecimento da primeira folhagem na videira.

videira Vitis Vinífera em estado espontâneo e selvagem
videira Vitis Vinífera em estado espontâneo e selvagem

Quanto mais a Norte, maior é a opção por castas de abrolhamento tardio. No hemisfério Norte ocorre entre Março-Abril. No hemisfério Sul entre Setembro-Outubro.

O Crescimento

As primeiras folhagens dos sarmentos ou gomos dão origem ao crescimento de um pâmpano, ramo do qual irão originar-se novas folhas e consequentemente as novas flores.

Morfologia final da videira com fruto - distam 2 a 3 meses até aparecer o pintor
Morfologia final da videira com fruto – distam 2 a 3 meses até aparecer o pintor

Em Portugal entre meados e finais de Abril teremos então o aparecimento da primeira folhagem da videira antes da floração .


Ver ainda:

 


Diferenças entre Vitis viníferaVitis labrusca


Galerias – Desenvolvimento em 2018

(Fonte das imagens dos próprios produtores)

Herdade dos Pimentéis, Aragonez – Portimão, Algarve

H pimenteis 2

Fotos tiradas na segunda quinzena de Abril

Quinta Seara d’Ordens, Touriga Franca e Códega do Larinho – Peso da Régua, Douro

Fotos tiradas na segunda quinzena de Abril

Quinta do Cerrado da Porta, Chardonnay – Sobral de Monte Agraço, Lisboa

Chardonnay QCP

Fotos tiradas na primeira quinzena de Abril

Epordouro, Touriga Nacional – Sabrosa, Douro

abrolhos em sabrosa - epordouro

Fotos tiradas na segunda quinzena de Abril


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.