Eventos Outros Sabores Restauração Roteiros Turismo Vinhos Wines

Peixe Em Lisboa (10ª edição) – 2017

capa-pel-2017

A repetir !

Decorreu na semana passada a 10ª edição do Peixe em Lisboa.

Novidades a salientar foram duas.

A primeira foi o novíssimo espaço mais amplo, espaçoso e sem encontrões que proporcionou o Pavilhão Carlos Lopes, além de eliminar problemas de acessibilidades.

Pavilhão Carlos Lopes – Um edifício icónico !

Espaço amplo

A segunda foi o facto da Câmara de Lisboa, cada vez mais se envolver na Região de Vinhos que tem o seu nome, e este ano, os vinhos servidos terem sido exclusivamente da Região de Lisboa, precisamente.

Sendo um evento sobre peixe, os vinhos atlânticos, com carácter mineral e estrutura, estão de grande harmonia com os pratos de peixe e mariscos que são capturados na nossa costa!

Dentro dos meus destaques, temos três situações.

dsc08664
O muito bem organizado e funcional espaço dos Vinhos de Lisboa, onde não faltou público interessado em provar e conhecer estes vinhos únicos!

Depois, em termos de restauração, realço o Espaço do Restaurante do Chapitô, do Chef Bertílio Gomes, que tem o mérito de utilizar ingredientes endógenos e lhes conferir um toque de sofisticação, mas sem perder identidade e acrescentando em muito o que se pretende com inovação!

Com o Chef Bertílio Gomes que conheço há mais de 10 anos!


Diversidade de Sabores e Estilos!

Sal de Rio Maior ! Uma riqueza mineral única

Por fim, a prova de vinhos da Companhia do Sanguinhal, onde destaco o seu vinho leve, o Sottal Branco feito com a casta moscatel graúdo; um vinho muito mineral, pleno de sabor e estrutura, convidativo ao agrado geral.

Com o Sr. Carlos Fonseca, neto do Abel Pereira da Fonseca

Na mesma iniciativa tive a grata experiência de provar uma raridade. Um vinho de Carcavelos da Quinta da Bela Vista com 70 anos da coleção da Companhia. Um assombro de sabor que deslumbra qualquer palato.

Outros Sabores

Resta-nos esperar pelo próximo ano e agradecer à CVR de Lisboa e particularmente ao Dr. Vasco d’Avillez pelo apoio. Tenho ainda uma última palavra para o André Teodoro da CVR de Lisboa, que foi incansável em proporcionar-me todas as facilidades de trabalho e entrada no certame.

brinde
Bem hajam e um brinde a vós!


Deixe o seu comentário