Estremadura Vinhos Vinhos de Lisboa Wines

NA ROTA DOS VINHOS DE LISBOA 5: COLARES

LOGO COLARES
Com o apoio
Com o apoio

 

ROTEIROS

(clique nas imagens para ampliar)


 

PRAIA DAS MAÇÃS

O percurso foi efetuado seguindo a velha linha do comboio entre Sintra e a Praia das Maçãs que ainda funciona.

Além da atração do vinho de Colares, aqui existem inúmeras praias de qualidade, principalmente com afluência de surfistas, de acordo com o que me foi referido, Sintra e as praias recebem perto de 3 milhões de visitantes!


O VINHO DE COLARES

Colares é uma região histórica. Atualmente apenas se produzem perto de 100000 litros. Contudo é de realçar o labor e tenacidade dos produtores que por estes lados teimam.

Os solos oscilam entre o arenoso e argilo-calcário, com clima atlãntico de litoral, sendo que o Ramisco é casta tinta tradicional, assim como a casta branca, Malvasia de Colares. Com estas condiçóes os vinhos poderão ser considerados DOC’s assim como a condução sob pé franco. 

Nas castas tintas, após o pintor, as videiras são levantadas do chão 1 semana antes da vindima.

De referir ainda que saíram daqui porta-enxertos para salvar a viticultura após a filoxera, tendo sido das zonad menos afetadas.


ADEGA REGIONAL DE COLARES

LOGO ARC

Na mais antiga Adega Cooperativa do país, constituída em 1931, fui bastante bem recebido pelo seu presidente, Sr. Engº José Vicente Paulo que me referiu além do facto de estarmos em zona histórica, que lamenta precisamente o facto de ainda haver pouca divulgação da zona.

A Adega produz perto de 50000L de vinho em 3 linhas: Um vinho de mesa, um Regional de Lisboa e um DOC Colares.

Além da adega conta com estrutura de enoturismo, Loja, Salão de Eventos, inclusivamente a sua histórica adega de velhas pipas serve muitas vezes banquetes para perto de 600 pessoas.

Vale a pena vir aqui e conhecer um pouco mais.

Adiante irei descrever a Adega Regional mais ao detalhe sob ponto de vista enológico.


RESTAURANTE TOCA DO JÚLIO

É uma casa que merece uma visita, de serviço sem mácula, pratos regionais e, como tem sido espírito desta Rota dos Vinhos de Lisboa, privilegia a oferta de vinhos da zona de Colares. Algo que tem sido valorizado para estimular o consumo de produtos locais.


 

CASAL DE SANTA MARIA

LOGO CSM

Uma primeira palavra vai para o Sr. Barão Bodo Von Bruemmer! 104 anos completados de plena lucidez e energia. Invejável.

Aos 96 anos cumpriu o seu sonho nesta quinta de ter uma vinha!

O enoturismo poderá consistir visita às suas lindíssimas vinhas sobre o Oceano Atlântico ou aos seus pitorescos jardins, onde se inclui um belíssimo fontanário do século XVIII, um solário, entre outras atrações.

A minha visita foi conduzida pelo Engº António Figueiredo, que mostrou enorme conhecimento do assunto e história da casa e do Sr. Barão.

Devido à proximidade do oceano, os vinhos aqui produzidos são naturalmente frescos. Além das castas tradicionais de Colares, há lugar a castas estrangeiras perfeitamente adaptadas ao terroir, num conjunto de vinhas com cerca de 7 hectares: Merlot, Pinot Noir, Ramisco, Touriga Nacional, Arinto, Chardonnay, Riesling, Sauvignon Blanc, Malvasia de Colares, entre outras.

Tal como o produtor anterior, mais à frente irei apresentar o Casal de Santa Maria sob ponto de vista enológico. Por agora fica uma descrição do local e um convite à visita!

 

 

Deixe o seu comentário