Roteiros Turismo Vinhos Wines

NA ROTA DOS VINHOS DE LISBOA 4: DOC ÓBIDOS – Entre a Casa das Gaeiras e a Quinta do Gradil

logo cg qg

logo cg qg

Com o apoio
Com o apoio

 

ROTEIROS

 

Foz do Arelho e Caldas da Rainha

Quem vem a esta zona dois locais são de visita obrigatória. A Foz do Arelho, com a sua lagoa, praia de mar e uma avenida marítima com inúmeros bares e restaurantes.

Temos também a cidade das Caldas da Rainha, com monumentos e a sua história inevitavelmente ligada ao termalismo e à Rainha D. Leonor!

Casa das Gaeiras

A casa foi construída no primeiro quartel do século XVIII (1720), tendo inicialmente pertencido a um comerciante alemão de Hamburgo, tendo aqui criado uma indústria de cortumes, tendo o negócio continuado por intermédio de Thompson, um cidadão inglês.

Em finais deste século (1780) tudo é adquirido pelo Dr. António Silva Pinheiro, médico, Administrador do Hospital das Caldas, que deu continuidade e até ampliou o negócio de cortumes.

No século seguinte a vinicultura atingiu destaque com a marca “Casa das Gaeiras”, com projeção internacional até!

Parte integrante da propriedade é a capela de São Marcos, onde está sepultado Henrique da Fonseca Sousa Prego, fidalgo e almirante, valente militar que serviu prestando grandes feitos a Portugal desde D. Maria I até ao governo de D. Miguel.

Faz parte do espólio desta Quinta, propriedade de Frederico Pinto Bastos Lupi, uma importante Biblioteca sobre as Guerras Peninsulares que inclui colecções de armas e documentos dessa época, considerada uma das melhores por vários historiadores.

Saúda-se o regresso em força desta casa ao panorama vínico nacional! Sob supervisão enológica do Sr. Engº António Ventura, aqui gerem-se 20 hectares de vinha, destacando-se a casta branca Vital, pelo caráter único que dá ao vinho e isso revela-se no Casa das Gaeiras Vinhas Velhas Reserva Branco 2013! Um vinho de enorme frescura, aromas cítricos elegantes, volumoso na boca, complexo e com uma saída bastante intensa e persistente.

O tinto é igualmente deslumbrante, principalmente pela profusão de especiarias que os seus aromas emanam. Conforme afirma Luís Vieira, da Parras, os vinhos Reserva da Casa das Gaeiras constituem “château francês que tem vinhas com histórias antigas para contar, com uma posição excelente ao pé de Óbidos” (in Gazeta das Caldas). Arrisco-me a afirmar que é superior a muitos “chateus” e com uma estupenda relação qualidade-preço!

 

Almoçar na Quinta do Gradil

Tendo em conta que a auto-estrada do Oeste A8 é gratuita no troço entre as Caldas da Rainha e o Bombarral, o tempo de viagem é de apenas meia-hora. E vale bem a pena almoçar aqui!
Os valores das refeições é bastante acessível, dada a qualidade dos pratos, do serviço e acima de tudo dos excelentes copos de serviço dos vinhos!
Fica o registo em fotos do que se degustou.

 

Quinta do Gradil

Já falei anteriormente na Quinta do Gradil (ver artigo AQUI

Vamos falar do enoturismo em oferta. O Restaurante já referido é uma componente importante da Quinta do Gradil.

Tem igualmente a Loja de Vinhos, a possibilidade de visita à quinta para grupos (um Tour pelos processos vínicos e ao riquíssimo património), provas de vinhos, uma visita durante meio-dia designada por “Os Recantos do Marquês“, entre outras.

Como pode verificar, a oferta é bastante vasta e diversificada, representado uma oportunidade única de misturar vinhos com História! Tem tudo a ver e tudo inter-relacionado.

 

Deixe o seu comentário