Dão Lojas do Produtor Produtores Turismo Vinhos Wines

Adega de Mangualde

Endereço Postal
Adega Cooperativa de Mangualde, CRL.
Quinta do Melo
3530-250 Mangualde
Horário Loja: segunda a sexta-feira das 08:30 às 12:30 e das 14:00 às 18:30; sábado das 08:30 às 13:00 e das 14:30 às 18:00
Contactos
Direção geral@acmang.com
Departamento comercial comercial@acmang.com  
Departamento financeiro financeiro@acmang.com 
Departamento enologia qualidade@acmang.com 
Departamento enoturismo enoturismo@acmang.com 
Loja da Adega loja@acmang.com
Outros contactos
Telefone: +351 232 623 845
Fax: +351 232 611 729
Endereço Postal Adega Cooperativa de Mangualde, CRL. Quinta do Melo 3530-250 Mangualde Horário Loja: segunda a sexta-feira das 08:30 às 12:30 e das 14:00 às 18:30; sábado das 08:30 às 13:00 e das 14:30 às 18:00 Contactos Direção geral@acmang.com Departamento comercial comercial@acmang.com   Departamento financeiro financeiro@acmang.com  Departamento enologia qualidade@acmang.com  Departamento enoturismo enoturismo@acmang.com  Loja da Adega loja@acmang.com   Outros contactos Telefone: +351 232 623 845 Fax: +351 232 611 729
Endereço Postal
Adega Cooperativa de Mangualde, CRL.
Quinta do Melo
3530-250 Mangualde
Horário Loja: segunda a sexta-feira das 08:30 às 12:30 e das 14:00 às 18:30; sábado das 08:30 às 13:00 e das 14:30 às 18:00
Contactos
Direção geral@acmang.com
Departamento comercial comercial@acmang.com
Departamento financeiro financeiro@acmang.com
Departamento enologia qualidade@acmang.com
Departamento enoturismo enoturismo@acmang.com
Loja da Adega loja@acmang.com
Outros contactos
Telefone: +351 232 623 845
Fax: +351 232 611 729

A Adega de Mangualde é uma redescoberta. Isto porque, e dado chegar poucos dados bem como se vê poucos dos seus produtos nas prateleiras, eis que de repente surge de novo e diga-se em alguma força. Inclusivamente com duas linhas distintas: Linha de Adega e Linha de Quinta. A quando da realização do evento Dão Capital e cujas provas me indicaram que algo muito melhor se estava a fazer, dei conta que existia um novo rumo.

E em boa altura ressurgiu, completados que foram os seus cinquenta anos em 2013.

São vinhos finos do Dão, comandados pelo Sr Engº António Mendes que acrescentou e muito conhecimento e know-how, fazendo sair cá para fora gamas bem definidas e direcionadas.

Ativos são 400 sócios, com capacidade para vinificar 6000 toneladas nas suas modernas instalações. Instalou também o Centro Interpretativo da Vinha e do Vinho, situação que veio permitir mais uma dinâmica.

 alambique

Um pouco da história da Adega ( texto da Adega Cooperativa de Mangualde )

 

“A Adega Cooperativa de Mangualde nasce na década de 60, década marcada pela valorização, expansão e implementação do espírito e dos valores cooperativos em Portugal. De facto, a agricultura na sociedade, potenciada pelo cooperativismo, possibilitou o seu desenvolvimento e organização como componente socioeconómica estrutural nas diferentes regiões portuguesas. Assim, no dia 4 de Dezembro de 1963, assente em valores democráticos e de responsabilidade social, é constituída a Adega Cooperativa de Mangualde, CRL., por escritura pública.

3

Na década de 70, a Adega, já com sede própria, laborava pela primeira vez, aproximadamente meio milhão de quilos de uvas dos seus cooperantes produtores de uvas. Sem recursos a apoios estatais, foram os cooperantes a origem de todo o capital investido.

Na década de 90, iniciou-se um processo de investimento e modernização, quer ao nível de instalações, quer ao nível de equipamentos laboratoriais e de controlo de qualidade dos vinhos. Pela primeira vez, a Adega recorreu a fundos estatais e comunitários, construindo um centro de vinificação e estabilização para vinhos e investindo numa linha de engarrafamento própria. Também ao nível de recursos humanos houve uma aposta na formação e contratação de pessoal qualificado nas áreas de enologia e gestão e foram desenvolvidas parcerias com entidades e instituições locais.

Atualmente, a Adega de Mangualde procura manter e melhorar os seus padrões de qualidade, que se refletem nos seus vinhos. A par da evolução tecnológica e social, apresenta ainda uma cultura de marketing em constante desenvolvimento, assente no marketing sensorial, na estimulação dos sentidos. Nesse âmbito, existe uma dinâmica de marcas e vinhos para diferentes públicos.

Tem-se assistido a uma evolução e associação crescente entre o turismo e a agricultura. Assim, o vinho e os trabalhos associados à sua produção e conceção têm despertado um interesse crescente para a sociedade e economias locais, não só na componente gastronómica, como também na componente do enoturismo.

1

Nesse sentido, em 2013 foi efetuada e aprovada a candidatura ao programa PRODER – Abordagem LEADER, estando neste momento a decorrer as obras que darão origem ao Centro Interpretativo da Vinha e do Vinho da Adega Cooperativa de Mangualde, com inauguração prevista para o segundo semestre do presente ano.

O Centro Interpretativo da Vinha e do Vinho visa a fortificação e implementação de uma cultura vitivinícola na região, que permita aos seus visitantes sentir intensamente todo o ciclo da vinha e do vinho, bem como os seus costumes e sabores.”

ALGUM PORTEFÓLIO

(clique nas imagens para ampliar)

 

 

 

1 Comentário

Deixe o seu comentário