Estremadura Vinhos Vinhos de Lisboa Wines

NOVIDADES: JORNALISTAS ESTRANGEIROS PROVAM MAIS DE MEIA CENTENA DE VINHOS DE LISBOA

SÃO PROVENIENTES DA POLÓNIA, REPÚBLICA CHECA E HOLANDA.

MERCADOS POLACO, CHECO E HOLANDÊS PESAM CERCA DE 30% NAS EXPORTAÇÕES DA REGIÃO

São mais de 50 os Vinhos de Lisboa que os jornalistas estrangeiros provenientes da Polónia, República Checa e Holanda vão ter a oportunidade de provar na próxima sexta-feira, dia 19 de setembro, na sede da Comissão Vitivinícola de Lisboa (CVR Lisboa), em Torres Vedras
SÃO PROVENIENTES DA POLÓNIA, REPÚBLICA CHECA E HOLANDA. MERCADOS POLACO, CHECO E HOLANDÊS PESAM CERCA DE 30% NAS EXPORTAÇÕES DA REGIÃO São mais de 50 os Vinhos de Lisboa que os jornalistas estrangeiros provenientes da Polónia, República Checa e Holanda vão ter a oportunidade de provar na próxima sexta-feira, dia 19 de setembro, na sede da Comissão Vitivinícola de Lisboa (CVR Lisboa), em Torres Vedras
SÃO PROVENIENTES DA POLÓNIA, REPÚBLICA CHECA E HOLANDA.
MERCADOS POLACO, CHECO E HOLANDÊS PESAM CERCA DE 30% NAS EXPORTAÇÕES DA REGIÃO
São mais de 50 os Vinhos de Lisboa que os jornalistas estrangeiros provenientes da Polónia, República Checa e Holanda vão ter a oportunidade de provar na próxima sexta-feira, dia 19 de setembro, na sede da Comissão Vitivinícola de Lisboa (CVR Lisboa), em Torres Vedras

 

Esta prova tem como objetivo aumentar a notoriedade que a região tem vindo a conquistar nos mercados internacionais.

“Quisemos trazer estes jornalistas para conhecer a nossa região, porque sentimos que, agora que alguns dos países terceiros começam a estar consolidados em termos de notoriedade e vendas, temos que começar a trabalhar os mercados europeus”, afirma Vasco d’Avillez, presidente da CVR Lisboa.
“Quisemos trazer estes jornalistas para conhecer a nossa região, porque sentimos que, agora que alguns dos países terceiros começam a estar consolidados em termos de notoriedade e vendas, temos que começar a trabalhar os mercados europeus”, afirma Vasco d’Avillez, presidente da CVR Lisboa.

 Atualmente, os mercados polaco, checo e holandês pesam cerca de 30% nas exportações da região e são 12 os agentes económicos a operar nestes países.

Dos 3 países, o que tem vindo a registar um maior crescimento é o polaco.

Apesar da grande aposta da região vitivinícola de Lisboa para os próximos anos continuar a ser os mercados angolano e brasileiro, as ações dirigidas ao mercado comunitário fazem parte dos objetivos dos Vinhos de Lisboa.

Ao todo vão ser 17 os produtores de Vinhos de Lisboa que vão estar esta sexta-feira, entre as 08h30 e as 12h30, na CVR para que os jornalistas possam conhecer o que de melhor se faz na região.

1 Comentário

  1. ..os meus parabéns para a região de Lisboa e Vale do Tejo, em promover os seus vinhos….a meu ver temos que apostar para, que os mercados de Angola e Brasil deixem de ser os mercados…principais ou e prioritários !!!

Deixe o seu comentário