Vinho Verde Vinhos

GASTRONOMIA MINHOTA E VINHOS VERDES

PRATOS APRESENTADOS

SOPAS: Sopa Seca à Minhota e Caldo Verde;

PEIXE: Tiborna de bacalhau, Lampreia à Moda do Minho e Arroz de Polvo à Moda do Minho;

CARNE: Rojões à Moda do Minho, Arroz Pica no Chão e Papas de Sarrabulho;

DOCES E SOBREMESAS: Pudim de São João e Aletria com Ovos.

———————————————————————————————-

Sopa Seca à Minhota

 

Ingredientes:
1/2 galinha
1/2 salpicão
300 g de pão de trigo
250 g de carne de vaca
125 g de presunto
1 ramo de hortelã
1 ramo de hortelã

Preparação:

Leve uma panela ao lume com água.

Quando levantar fervura junte o presunto,

o salpicão, a galinha e a carne de vaca.

Deixe cozer durante duas horas. Ao fim

desse tempo, junte as couves lavadas e

arranjadas. Deixe cozer mais uma hora e

retire a panela do lume. Corte as carne

aos bocados e misture-as na sopa. Junte

também o pão fatiado e a hortelã.

Coloque a sopa num recipiente de barro

e leve ao forno a tostar.
 

———————————————————————————————-
Caldo Verde

 

Ingredientes:
600 g de batatas 
4 Rodelas de chouriço de carne ou salpicão
200 g de couve galega cortada em caldo-verde
1 Cebola
2 Dentes de alho
1,5 dl de azeite
Sal q.b.
2 Fatias de broa de milho
Preparação:

Descasque as batatas, a cebola e o alho e

leve a cozer em 1,5 litros de água

temperada com sal e metade da

quantidade de azeite.
Entretanto lave a couve e corte-a em

caldo-verde muito fino.
Quando as batatas estiverem cozidas,

reduza a puré juntamente com a cebola e

os alhos. Leve novamente ao lume e 10

minutos antes de servir, com o caldo a

ferver em cachão, junte a couve bem

escorrida.
Deixe cozer com o recipiente destapado

até a couve deixar de saber a cru.
Rectifique o tempero e adicione o

restante azeite.
Coloque uma rodela de chouriço de carne

ou de salpicão em cada prato e regue

com o caldo-verde.
Por fim corte as fatias de broa ao meio e

distribua pelas pessoas

———————————————————————————————-

Tiborna de bacalhau

 

Ingredientes:
1 kg de batatas
sal
4 postas de bacalhau demolhado
4 fatias de pão
2,5 dl de azeite
1 colher (sopa) de vinagre
1 raminho de salsa

Confecção:
Leve as batatas a cozer com a pele em

água abundante, temperada com sal

durante 30 minutos. Depois de

demolhadas, seque bem as postas de

bacalhau com papel absorvente e

grelhe-as. Coloque também as fatias de

pão nas brasas e deixe torrar. Depois de

cozidas, pele as batatas e coloque-as

numa travessa de servir. Por cima,

disponha as postas de bacalhau e as

fatias de pão. Regue tudo com o azeite e

o vinagre e decore com um raminho de

salsa.

Sugestão: No final, deite 2 dentes de alho

finamente picados sobre as postas de

bacalhau grelhadas.
 

Vinho recomendado: Condes de Barcelos Branco Loureiro 2010

———————————————————————————————-
 

Lampreia à Moda do Minho

 

Ingredientes:
1,5 kg de lampreia
2 dl de vinho maduro tinto
2 dl de vinho verde tinto
50 gr de presunto
1,5 dl de azeite
1 cebola grande
1 ramo de cheiros (salsa, louro, 1 dente

de alho)
1 colher de sobremesa de farinha
sal; pimenta; salsa picada; pão torrado

Preparação:
Escalda-se a lampreia viva mergulhando-a

em água a ferver (pode amarrar-se um fio

à cabeça para melhor a poder retirar da

água).
Raspa-se a lampreia com uma faca para se

retirar a camada viscosa que a envolve e

esfregar-se com uma toalha de estopa.

Depois de bem raspada, lava-se em água

fria corrente e coloca-se numa tigela

grande juntamente com os vinhos.
Sem se retirar a lampreia da tigela,

corta-se-lhe a cabeça. Em seguida faz-se

um corte ao longo dos três últimos

orifícios inferiores. Faz-se um outro corte

na região anal, contornando o orifício que

existe junto à cauda, tendo o cuidado de

não furar o tubo digestivo ou tripa para

que o conteúdo deste não vá estragar o

vinho e o sangue da lampreia que

escorreu para o recipiente. Retira-se em

seguida rápida e cuidadosamente a tripa

inteira.
Corta-se a lampreia em postas de 4 a 6

cm, que se introduzem no sangue com os

vinhos, e tempera-se com sal, pimenta e o

ramo de cheiros. Deixa-se nesta marinada

cerca de 1 hora.
Pica-se a cebola e leva-se ao lume num

tacho com o azeite a alourar levemente;

juntam-se as postas de lampreia

escorridas, o presunto cortado em dados

e deixa-se refogar durante 10 minutos.
Em seguida rega-se com a marinada, na

qual se desfez previamente a farinha.

Coze-se em lume brando durante cerca

de 20 minutos, tendo o cuidado de mexer

de vez em quando.
Quando a lampreia estiver cozida,

retira-se do tacho e deixa-se apurar o

molho mais 10 minutos. Passa-se por um

passador para um outro tacho e junta-se

novamente a lampreia. Leva-se ao lume

para aquecer.
Numa travessa colocam-se as fatias de

pão torrado cortadas em quadrados e

sobre cada uma delas põe-se uma posta

de lampreia.
Rega-se com o molho, polvilha-se com

salsa picada e serve-se acompanhado de

arroz de sustância.
À volta dispõem-se triângulos de pão

torrado.
 

Vinho recomendado: Tapada dos Monges Loureiro Branco 2010

———————————————————————————————-

 

Arroz de Polvo à Moda do Minho

 

Ingredientes:
1 dl de azeite;
1 polvo com + – 1 kg, cortado aos

bocados;
500 gr de arroz;
100 gr de banha;
1 cebola;
sal e pimenta q.b.;
piripiri q.b.;
1 colher de sopa de vinagre;
1 molhinho de salsa picada;
1 dl azeite;
azeitonas q.b.

Preparação:
Num tacho leva-se ao lume a cebola

picada, a banha e o azeite. Quando a

cebola começar a amolecer, junta-se a

salsa picada, o piripiri e a pimenta em pó.

Deixa-se refogar por 1 minuto e, de

seguida, adiciona-se o vinagre e o polvo

cortado aos bocados. Tapa-se o tacho e

deixa-se ferver durante 15 minutos,

tempera-se com sal e adicionam-se 3 dl

de água a ferver. Tapa-se novamente o

tacho e deixa-se ferver durante 40

minutos, acrescentando mais água a

ferver para substituir a que se evapora.

Em seguida, verifica-se se o polvo está

cozido e completa-se com água até

perfazer duas vezes o volume do arroz.

Rectificam-se os temperos de sal, vinagre

e pimenta, devendo o preparado ficar

apimentado. Quando levantar fervura,

introduz-se o arroz, misturando bem. Em

recomeçando a ferver, mete-se no forno

durante meia hora. Sirva acompanhado de

azeitonas.
 

Vinho recomendado: AC Ponte de Lima Branco 2010

———————————————————————————————-

Rojões à Moda do Minho

 

Ingredientes:

Para 4 pessoas

800 g de perna de porco sem pele, mas

com gordura ;
3,5 dl de vinho verde branco ;
3 colheres de sopa de banha ;
4 dentes de alho ;
2 folhas de louro ;
1 colher de sobremesa de colorau ;
sal e pimenta ;
20 castanhas assadas ;
350 g de belouras ou bolachos;
350 g de tripa enfarinhada 
100 g de fígado de porco ;                        
100 g sangue cozido 
Confecção:

Corta-se a carne de porco em cubos com

cerca de 10 cm de lado, que se põem a

marinar durante duas horas com o vinho,

os dentes de alho esmagados, sal,

pimenta e o louro.
Leva-se ao lume (de preferência num

tacho de ferro) e deixa-se cozer em lume

forte até o vinho se evaporar. Junta-se

então a banha e, em lume brando,

deixam-se cozer os rojões até alourarem

bem. Nessa altura junta-se ao molho o

colorau dissolvido num pouco de vinho

verde.
Retira-se então um pouco da gordura de

cozer os rojões para um sertã e fritam-se,

a pouco e pouco, a tripa enfarinhada (ver

a seguir) cortada aos bocados de 3 cm a

5 cm, as belouras cortadas em rodelas

com 0,5 cm de espessura e o fígado e o

sangue cortados em fatias.
À medida que estes ingredientes se vão

fritando, juntam-se aos rojões, para

manter tudo quente. Juntam-se também

as castanhas assadas, depois de

descascadas.
Servem-se numa travessa com batatinhas

louras e enfeitados com rodelas de limão

e raminhos de salsa

Vinho recomendado: Condes de Barcelos Tinto 2010

———————————————————————————————- 

 Arroz Pica no Chão   


Ingredientes:
1 Galo caseiro
0,5 dl de azeite
3 Colheres (sopa) de vinagre
1 Cebola grande
2 Dentes de alho
100 gr de toucinho
1 Folha de louro
1 Malagueta
1 Tigela de arroz
Sal q.b.
Preparação:
Aproveite o sangue da galo, deitando-o

numa tigela com três colheres de sopa de

vinagre e mecha para que não coalhe

(como alternativa ao sangue do galo

consulte o seu talho, lá poderá encontrar

pacotes já embalados). Numa panela

ponha a refogar no azeite, a cebola e os

alhos picados. Junte-lhe a galo cortado

aos bocados pequenos e os miúdos

(excepto o fígado), o toucinho cortado, o

louro e a malagueta cortada ao meio.

Refogue tudo, tempere com sal e deixe

estufar em lume brando. Cubra a carne

com água quente, tape a panela e deixe

cozer até a o galo ficar macia. Depois de

cozido retire a galo e rectifique a água

para que fique na proporção de 3/1 para

a cozedura do arroz. Assim que levantar

fervura junte o arroz. Três ou quatro

minutos antes de ficar pronto junte o

sangue, misture-o bem, junte também a

carne e deixe apurar.

Vinho recomendado: Tapada dos Monges Vinhão Tinto 2010

———————————————————————————————-

 

Papas de Sarrabulho


Ingredientes:
Para 6 pessoas

250 g de fígado de porco
250 g de bofes de porco
250 g de goelas de porco 
250 g de coração de porco 
1 osso da suã de porco, muito curado 
250 g de galinha gorda 
250 g de carne de vaca
250 g de sangue de porco cozido 
2 tigelas de farinha de milho peneirada

(cerca de 250 g) 
sal e cominhos
Confecção:

Põe-se uma panela com água ao lume e,

quando ferver, juntam-se as carnes,

temperam-se com sal e deixam-se cozer

até a galinha se desfazer.
Depois de cozidas, retiram-se as carnes e

junta-se ao caldo a farinha para fazer uma

papa não muito espessa, o sangue e um

pouco de fígado cozido e esmagados à

mão, as carnes previamente desfiadas e

um pouco de cominhos.
Mistura-se tudo e deixa-se cozer.
Servem-se as papas em tigelas,

polvilhadas com mais cominhos.
As quantidades de farinha e das carnes

são facultativas, mas é imprescindível,

para umas boas papas de sarrabulho, que

levem todos estes ingredientes.

Vinho recomendado: AC Monção Tinto 2010.

———————————————————————————————-

 

Pudim de São João

 

Ingredientes:
500 gr de açúcar
15 gemas
água q.b.
1 cálice de Vinho do Porto
baunilha
Preparação:
Leva-se o açúcar ao lume com água a

cobrir, até atingir o ponto de pérola.

Retira-se e deixa-se arrefecer. Juntam-se

as gemas envolvidas com Vinho do Porto

e um pouco de baunilha. Deita-se a

mistura numa forma previamente barrada

com açúcar queimado (100 gr. de açúcar

que foi retirado aos 500 gr iniciais). Leve

a cozer em banho-maria cerca de 40

minutos. Só se desenforma quando

estiver completamente frio.
 

———————————————————————————————-
Aletria com Ovos

 

Ingredientes:
460 gr de açúcar
115 gr de aletria
50 gr de manteiga
8 gemas

Preparação:
Coloque o açúcar em ponto brando.
Junta-se a aletria previamente cozida em

água e escorrida, e deixa-se ferver até

ficar em ponto de pasta. Tira-se do lume e

adiciona-se a manteiga, e finalmente as

gemas. Leva-se ao lume para levantar

fervura, mas mexendo sempre. Deita-se

numa travessa ou prato apropriado e

polvilha-se com canela.
 

FONTE: Lifecooler

4 Comentários

  1. Esta gastronomia minhota é magnifica!… para mim é a melhor, a mais variada e rica de sabores, como acima, é explicitado. Obrigada!

Deixe o seu comentário