Estremadura Vinhos Vinhos de Lisboa Wines

NA ROTA DOS VINHOS DE LISBOA 21 – Os Vinhos de Bucelas!

LOGO RVBUCELAS

LOGO RVBUCELAS


 

Esta será dentro dos vinhos de Lisboa, uma das rotas mais pitorescas da região. Entre Linhas de Torres, Shakespeare, duque de Wellington, de tudo um pouco por aqui há sempre histórias a contar. Como em tudo, o melhor é mesmo vir até estas paragens e explorar.

ROTEIRO

Rota Bucelas


QUINTA DA ROMEIRA

Esta propriedade pertenceu aos condes de Castelo Melhor, tendo o seu mais ilustre representante, o terceiro conde, instituído o Morgado de Santa Catarina, no qual foi incluída a Quinta de Romeira. Aqui encontramos uma casa senhorial, da qual se destacam duas janelas manuelinas e uma capela datada de 1914, projetada pelo arquiteto Raul Lino. A propriedade possui 80 hectares de vinha.
Esta propriedade pertenceu aos condes de Castelo Melhor, tendo o seu mais ilustre representante, o terceiro conde, instituído o Morgado de Santa Catarina, no qual foi incluída a Quinta de Romeira. Aqui encontramos uma casa senhorial, da qual se destacam duas janelas manuelinas e uma capela datada de 1914, projetada pelo arquiteto Raul Lino.
A propriedade possui 80 hectares de vinha.

Museu do Vinho e da Vinha de Bucelas

Instalado num edifício cuja história está intimamente relacionada com a tradição vitivinícola local, apresenta dois espaços expositivos distintos: uma área de exposição permanente, onde o visitante fica a conhecer as principais fases de trabalho da vinha e os meios tradicionais de produção do vinho; e um mezanino reservado para exposições temporárias, cujo teor se desenvolve sempre em torno da temática do vinho. Possui ainda uma loja, oficinas e um centro de documentação especialmente vocacionado para a temática vinícola, um centro de interpretação ligado à história das Guerras Peninsulares, bem como acesso para pessoas com mobilidade reduzida.
Instalado num edifício cuja história está intimamente relacionada com a tradição vitivinícola local, apresenta dois espaços expositivos distintos: uma área de exposição permanente, onde o visitante fica a conhecer as principais fases de trabalho da vinha e os meios tradicionais de produção do vinho; e um mezanino reservado para exposições temporárias, cujo teor se desenvolve sempre em torno da temática do vinho.
Possui ainda uma loja, oficinas e um centro de documentação especialmente vocacionado para a temática vinícola, um centro de interpretação ligado à história das Guerras Peninsulares, bem como acesso para pessoas com mobilidade reduzida.

ENOTECA – CAVES VELHAS

As Caves Velhas são um dos maiores e mais antigos produtores e engarrafadores de vinho da Região Demarcada de Bucelas. Ao longo de 123 anos tem sido galardoada com diplomas, medalhas de ouro e prata, que distinguem a excelência e a qualidade de várias gerações de produtos. No edifício Caves Velhas, situado no centro da vila, encontrará uma típica adega, uma sala de provas e uma Enoteca.
As Caves Velhas são um dos maiores e mais antigos produtores e engarrafadores de vinho da Região Demarcada de Bucelas. Ao longo de 123 anos tem sido galardoada com diplomas, medalhas de ouro e prata, que distinguem a excelência e a qualidade de várias gerações de produtos. No edifício Caves Velhas, situado no centro da vila, encontrará uma típica adega, uma sala de provas e uma Enoteca.

CHÃO DO PRADO – RESTAURANTE

António João Paneiro Pinto, bisneto de António Joaquim Pinto Júnior e João Camilo Alves – ambos produtores de vinhos de Bucelas no século XIX – iniciou a sua própria produção em 1993, após ter recebido em herança a pequena quinta do Chão do Prado. Nos oito hectares de que dispõe atualmente, produz, a partir de castas arinto, esgana-cão e rabo de orelha, vinho branco e espumante seco com denominação de origem controlada e comercializado com a marca Chão do Prado. Desde 2004, a quinta dispõe de restaurante com capacidade para 60 pessoas e garrafeira.
António João Paneiro Pinto, bisneto de António Joaquim Pinto Júnior e João Camilo Alves – ambos produtores de vinhos de Bucelas no século XIX – iniciou a sua própria produção em 1993, após ter recebido em herança a pequena quinta do Chão do Prado. Nos oito hectares de que dispõe atualmente, produz, a partir de castas arinto, esgana-cão e rabo de orelha, vinho branco e espumante seco com denominação de origem controlada e comercializado com a marca Chão do Prado. Desde 2004, a quinta dispõe de restaurante com capacidade para 60 pessoas e garrafeira.

QUINTA DA MURTA

A Quinta da Murta tem 27 hectares, 14 dos quais plantados com vinha das castas arinto (86%) e touriga nacional (14%). Atualmente são produzidos espumante, vinho branco fermentado em inox e em barrica e vinho tinto. A quinta dispõe de adega própria e, além da produção de vinhos, complementa a sua atividade com a realização de visitas, provas e eventos.
A Quinta da Murta tem 27 hectares, 14 dos quais plantados com vinha das castas arinto (86%) e touriga nacional (14%). Atualmente são produzidos espumante, vinho branco fermentado em inox e em barrica e vinho tinto. A quinta dispõe de adega própria e, além da produção de vinhos, complementa a sua atividade com a realização de visitas, provas e eventos.

 

 

Deixe o seu comentário