Vinhos Wines

Castas Brancas – Alvarinho

Alvarinho (clique para conhecer melhor)

Castas Brancas – Alvarinho

A casta Alvarinho é branca, de cacho pequeno, bago miúdo e baixo rendimento, daí o preço um pouco mais elevado que os outros vinhos verdes, mas duma complexidade a toda a prova e que merece bem o esforço.

  • Cacho: pequeno, alado e frequentemente duplo por desenvolvimento da asa; compacidade média, pedúnculo comprido e de lenhificação média.
  • Bago: tamanho médio, não uniforme; arredondado, às vezes ligeiramente achatado; cor verde amarela a dourada; com pruína, película de espessura média e hilo aparente; polpa mole, suculenta e de sabor especial; pedicelo de comprimento médio e fácil separação.
  • Graínhas: tegumento pouco duro, predominam em número de uma por bago; tamanho médio, piriformes, de bico curto e pronunciado.

A casta Alvarinho é uma das mais notáveis castas brancas portuguesas. É uma casta muito antiga e de baixa produção que é sobretudo plantada na zona de Monção e Melgaço (região dos Vinhos Verdes).

Uvas frescas de alvarinho
Uvas frescas de alvarinho

Pode adquirir duas formas distintas: cacho pequeno, pouco compacto e bagos pequenos e dourados ou cacho médio e de bagos maiores que permanecem esverdeados quando maduros.

Transformação de alvarinho
Transformação de alvarinho

Esta casta é responsável pelo sucesso dos primeiros vinhos portugueses “monovarietais” (uma só casta), pois em Portugal os vinhos de lote (mistura de várias castas) são mais comuns.

Mosto de alvarinho
Mosto de alvarinho

A casta Alvarinho produz vinhos bastante aromáticos e que atingem graduações alcoólicas elevadas conservando uma acidez muito equilibrada.

1 Comentário

Deixe o seu comentário