Turismo Vinhos Vinhos Franceses Wines

Viajando pelo Mundo dos Vinhos Franceses – Região da Borgonha, parte 3, Denominação de Origem Côte D’Or

Região da Borgonha, parte 3, Denominação de Origem Côte D’Or

A Denominação de Origem

A Côte D’Or é a AOC da Borgonha que produz os melhores vinhos. Tem esta denominação devido à coloração marrom-dourada que as folhagens das videiras atingem durante o Outono!

Mapa da Cote d'Ôr
Mapa da Cote d’Ôr

Aproveitando a exposíção ao sol nascente, as videiras estão protegidas pela presença do Maciço Morvan.

O Terroir

A Côte D’Or é uma escarpa resultante de uma anomalia geológica que levou à erosão das bordas do planalto Borgonhês.

20150921_132942-tournee_1
Somente cerca de 50 quilômetros de extensão, mas o mais importante, conhecido e valorizado pedaço da Borgonha.

cote-dor-2
A Cote D’Or está dividida em duas micro-regiões, ao norte a Cotes de Nuits e ao sul a Cotes de Beaune.

Detalhe das duas micro-regiões
Detalhe das duas micro-regiões

Diferenças entre duas sub-regiões

Genericamente falando, a Cotes de Nuits produzem vinhos mais estruturados e de intensidade superior, enquanto a Cotes de Beaune mostra mais elegância e frescura.

cote-dor-6
Isto, porém, não é uma regra sem exceções já que Pommard gera vinhos densos, duros e tânicos que pedem tempo na garrafa para amadurecer e, no entanto, se situa em Beaune.

cote-dor-7

A Côte D’Or está dividida em duas sub-regiões: Côte de Beaune e Côte de Nuits.

Duas sub-regiões que representam estilos e micro-climas totalmente distintos!

Côte de Beaune

A Côte de Beaune é especialmente conhecida pelos seus brancos e também tintos Corton.

As suas vinhas ocupam 3000 hectares de área, sendo que 98 hectares correspondem a Corton, com encepamentos esclusivos em Pinot Noir. Os melhores e únicos Grand Crús estão em Montrechet, mais a sul produzindo os vinhos mais prestigiados.

Dommain Maillard - Côte de Beaune
Dommain Maillard – Côte de Beaune (De Vignes En Vin©)

Nas aldeias de Puligny, Chassagne e Meursault, é produzido o vinho branco de Corton-Charlemagne, apreciado e conhecido em todo o mundo! São 50 hectares ao todo.

Era onde o Imperador reservava as melhores parcelas para consumo pessoal.

dommain-maillard-4
De Vignes En Vin©

Côte de Nuits

Com cerca de 20% de produção de brancos (Chardonnay e Aligoté) a maioria dos Grand Crus brancos se encontram por aqui.

Côte de Nuits
Côte de Nuits (De Vignes En Vin©)

Os importantes vilarejos/comunas são; Aloxe-Corton, Pommard, Volnay, Savigny-les-Baune , Beaune, Mersault, Puligny-Montrachet, Chassage-Montrachet e Saint-Aubin.

A Côte de Nuits produz especialmente tintos de particular elegância.
A Côte de Nuits tem condições excecionais, raras de encontrar em outros locais.

cote-de-nuits-1

Jura sofreu erosão e deu lugar a uma variedade de solos de alta qualidade. Pode-se dizer que aqui os enólogos têm a vinha e o vinho no sangue.

cote-de-nuits-2
O conceito de terroir é indiscutível, sendo que a filosofia de cada produtor influencia o produto final, acentuando as características do conjunto.

cote-de-nuits-3

Deixe o seu comentário