Menus Completos Turismo Vinhos Wines

Pratos de Entre Douro e Minho Com Vinhos da Quinta Da Aveleda

entre douro e minho

entre douro e minho

 

ANTEPASTOS Salada de Bacalhau com Feijão Frade Aveleda Vinho Verde Branco
Polvo com molho verde Quinta da Aveleda Branco
PEIXES Bacalhau à D. Tonho Aveleda Douro Branco
  Arroz de Lampreia Aveleda Reserva da Família Bairrada Branco
CARNES Francesinha à Moda do Porto Aveleda FOLLIES Touriga Nacional  Cabernet Sauvignon Bairrada Tinto
  Tripas à Moda do Porto Charamba Douro Tinto
SOBREMESAS Aletria Casal Garcia Sparkling Meio-Seco Branco
  Pudim de Pão Casal Garcia Sparkling Rosé Meio-Seco

Os sabores de Entre Douro e Minho

O Porto, cidade histórica, viu passar por si muitos séculos, muitas culturas, muitas gentes. A gastronomia tradicional do Porto, faz parte desta riquíssima herança histórica.

Quando se fala do Porto é imperativo falar de alguns pratos tradicionais entre os quais se destacam, pela sua história, as Tripas à moda do Porto, prato que dá o nome aos habitantes da urbe – Tripeiros – , aqueles que comem tripas. Mais que uma receita, este prato representa uma atitude bem presente no espírito das gentes do Norte: dádiva, sacrifício, disponibilidade e hospitalidade.

Os portugueses trouxeram para a Europa muitas especiarias e produtos exóticos, completamente desconhecidos que em mistura de paladares com o que já existia, fizeram nascer uma cozinha cuidada e da qual hoje nos orgulhamos.

Salada de Bacalhau com Feijão Frade

Ingredientes:  350 grs de feijão-frade cozido  1 cebola média picada  salsa picada 2 colheres de (sopa)  1 boa posta de bacalhau cozido  1,5 dl de azeite +-  1 dl de vinagre +-  sal e pimenta q.b.  2 ovos cozidos picados Confecção: Demolhe e coza o feijão-frade. Limpe a posta de bacalhau de peles e espinhas e lasque-a. Numa saladeira misture o feijão-frade e as lascas de bacalhau. À parte, misture a cebola, os dentes de alho e a salsa picados, com o azeite, o vinagre, sal e pimenta e deite sobre a salada. Enfeite com os ovos cozidos picados, e folhinhas tenras de alface.
Ingredientes:
350 grs de feijão-frade cozido
1 cebola média picada
salsa picada 2 colheres de (sopa)
1 boa posta de bacalhau cozido
1,5 dl de azeite +-
1 dl de vinagre +-
sal e pimenta q.b.
2 ovos cozidos picados
Confecção:
Demolhe e coza o feijão-frade.
Limpe a posta de bacalhau de peles e espinhas e lasque-a.
Numa saladeira misture o feijão-frade e as lascas de bacalhau.
À parte, misture a cebola, os dentes de alho e a salsa picados, com o azeite, o vinagre, sal e pimenta e deite sobre a salada.
Enfeite com os ovos cozidos picados, e folhinhas tenras de alface.

Polvo com molho verde

Ingredientes:  1,200 kg de polvo  1 cebola picada finamente  2 dentes de alho  1 raminho de salsa picada  2 dl de azeite +-  1 dl de vinagre +-  2 ovos cozidos Confecção: Limpe e sove o polvo, lave-o e leve ao lume a cozer em pouca água. Quando estiver cozido, escorra-o, deixe arrefecer e depois corte-o em pedaços e tempere com sal. Disponha os bocados de polvo numa travessa previamente forrada com folhas de alface. À parte, misture a cebola, os dentes de alho e a salsa picada e tempere tudo com azeite, vinagre, sal e pimenta. Deite o molho sobre o polvo, decorada com os ovos cortados aos gomos. Sirva fria.
Ingredientes:
1,200 kg de polvo
1 cebola picada finamente
2 dentes de alho
1 raminho de salsa picada
2 dl de azeite +-
1 dl de vinagre +-
2 ovos cozidos
Confecção:
Limpe e sove o polvo, lave-o e leve ao lume a cozer em pouca água.
Quando estiver cozido, escorra-o, deixe arrefecer e depois corte-o em pedaços e tempere com sal.
Disponha os bocados de polvo numa travessa previamente forrada com folhas de alface.
À parte, misture a cebola, os dentes de alho e a salsa picada e tempere tudo com azeite, vinagre, sal e pimenta.
Deite o molho sobre o polvo, decorada com os ovos cortados aos gomos.
Sirva fria.
Ingredientes:  800 gr de lombo de bacalhau  100 gr de presunto  2 dl de azeite  1 dl de vinagre de vinho branco  1 colher de café de colorau  1 kg de batatas  2 kg de couve coração  500 gr de cebola às rodelas  6 dentes de alho  1 ovo cru + 1 ovo cozido  Farinha triga q.b.  Sal e pimenta q.b.  Óleo para fritar  2 folhas de louro  Salsa picada q.b. Confecção: Corta-se o bacalhau pelo menos com 48 horas de antecedência, coloca-se em água fria, mudando a mesma três vezes ao dia. No dia da confecção passam-se as postas por farinha e ovo batido, fritando-se de seguida em bastante óleo. Em simultâneo, faz-se a cebolada da seguinte forma: mete-se num tacho ao lume com azeite, presunto em tiras finas, cebolas (rodelas) e alho (rodelas), deixa-se ferver e junta-se o colorau, sal, pimenta, louro e refresca-se com vinagre. Coze-se a couve em água e sal e arrefece-se, para depois a saltear em azeite, alho (picado), sal, pimenta e vinagre. Levam-se à mesa as postas no meio de uma caçarola baixa de loiça tradicional, ficando de um lado batatas fritas às rodelas, do outro a couve salteada, em cima a cebolada e polvilha-se com salsa, ovo (picados) e azeitonas.
Ingredientes:
800 gr de lombo de bacalhau
100 gr de presunto
2 dl de azeite
1 dl de vinagre de vinho branco
1 colher de café de colorau
1 kg de batatas
2 kg de couve coração
500 gr de cebola às rodelas
6 dentes de alho
1 ovo cru + 1 ovo cozido
Farinha triga q.b.
Sal e pimenta q.b.
Óleo para fritar
2 folhas de louro
Salsa picada q.b.
Confecção:
Corta-se o bacalhau pelo menos com 48 horas de antecedência, coloca-se em água fria, mudando a mesma três vezes ao dia. No dia da confecção passam-se as postas por farinha e ovo batido, fritando-se de seguida em bastante óleo.
Em simultâneo, faz-se a cebolada da seguinte forma: mete-se num tacho ao lume com azeite, presunto em tiras finas, cebolas (rodelas) e alho (rodelas), deixa-se ferver e junta-se o colorau, sal, pimenta, louro e refresca-se com vinagre. Coze-se a couve em água e sal e arrefece-se, para depois a saltear em azeite, alho (picado), sal, pimenta e vinagre.
Levam-se à mesa as postas no meio de uma caçarola baixa de loiça tradicional, ficando de um lado batatas fritas às rodelas, do outro a couve salteada, em cima a cebolada e polvilha-se com salsa, ovo (picados) e azeitonas.

Arroz de Lampreia

Ingredientes:  1 lampreia  1 chouriço de carne  1 cebola grande  2 dentes de alho  2 dl de azeite  2 dl de vinho tinto  1 ramo de salsa  arroz  sal, pimenta e cravinho q.b. Preparação: Mergulha-se a lampreia rapidamente em água a ferver, retira-se e raspa-se cuidadosamente com uma faca para retirar a camada viscosa que possui. Depois passa-se por água fria. Numa bacia grande coloca-se a lampreia com o vinho. Sem retirar a lampreia, corta se a cabeça e com o auxílio de uma tesoura faz-se um golpe até atingir o último orifício. Nesta operação deve ter-se o cuidado de não cortar a tripa pois desta forma poderá ficar amarga. O sangue que vai largando mistura-se com o vinho e a tripa retira-se cuidadosamente. Corta-se a lampreia em pedaços de 6 cm aproximadamente que se deixam ficar na bacia com o vinho, sal, pimenta, alho e salsa. Deixa-se marinar durante 2 horas. Num tacho deita-se a cebola picadinha, um pouco de água, algumas rodelas de chouriço, os pedaços de lampreia escorridos e deixa-se refogar durante 10 minutos. Retira-se a lampreia para um prato e acrescenta-se à calda, a quantidade de água necessária para o arroz ficar solto. Quando a calda ferver adiciona-se o arroz e quando estiver quase cozido junta-se o sangue e rectificam-se os temperos. Antes de servir junta-se a lampreia ao arroz.
Ingredientes:
1 lampreia
1 chouriço de carne
1 cebola grande
2 dentes de alho
2 dl de azeite
2 dl de vinho tinto
1 ramo de salsa
arroz
sal, pimenta e cravinho q.b.
Preparação:
Mergulha-se a lampreia rapidamente em água a ferver, retira-se e raspa-se cuidadosamente com uma faca para retirar a camada viscosa que possui. Depois passa-se por água fria.
Numa bacia grande coloca-se a lampreia com o vinho. Sem retirar a lampreia, corta se a cabeça e com o auxílio de uma tesoura faz-se um golpe até atingir o último orifício. Nesta operação deve ter-se o cuidado de não cortar a tripa pois desta forma poderá ficar amarga. O sangue que vai largando mistura-se com o vinho e a tripa retira-se cuidadosamente.
Corta-se a lampreia em pedaços de 6 cm aproximadamente que se deixam ficar na bacia com o vinho, sal, pimenta, alho e salsa. Deixa-se marinar durante 2 horas.
Num tacho deita-se a cebola picadinha, um pouco de água, algumas rodelas de chouriço, os pedaços de lampreia escorridos e deixa-se refogar durante 10 minutos.
Retira-se a lampreia para um prato e acrescenta-se à calda, a quantidade de água necessária para o arroz ficar solto.
Quando a calda ferver adiciona-se o arroz e quando estiver quase cozido junta-se o sangue e rectificam-se os temperos. Antes de servir junta-se a lampreia ao arroz.

Francesinha à Moda do Porto

Ingredientes para o molho:  1 cerveja  1 caldo de carne (knorr)  2 folhas de louro  1 colher de (sopa) de margarina  1 calice de Brandy ou Porto       1 colher de (sopa) de maizena  2 colheres de (sopa) de polpa de tomate  1/2 copo ( +- 1dl ) de leite  piri-piri q.b.  chouriça ou presunto Ingredientes para a Sandes:  Sandes para 1 Pessoa  2 fatias de pão de forma não fatiado  fiambre q.b.  queijo q.b.  salsichas q.b.  linguiça q.b. carne assada ou bife q.b. Confecção: Dissolve o caldo Knorr na cerveja, leva ao lume e vai  juntando os outros ingredientes. Por fim dissolve bem a maizena com leite frio e junta-a ao preparado mexendo sempre até engrossar um  pouco. Antes de servir retira-lhe o louro e a chouriça. Fazer uma sandes com os ingredientes cobrir com queijo, colocar no centro de um prato e regar com o molho, e levar ao forno a gratinar.
Ingredientes para o molho:
1 cerveja
1 caldo de carne (knorr)
2 folhas de louro
1 colher de (sopa) de margarina
1 calice de Brandy ou Porto
1 colher de (sopa) de maizena
2 colheres de (sopa) de polpa de tomate
1/2 copo ( +- 1dl ) de leite
piri-piri q.b.
chouriça ou presunto
Ingredientes para a Sandes:
Sandes para 1 Pessoa
2 fatias de pão de forma não fatiado
fiambre q.b.
queijo q.b.
salsichas q.b.
linguiça q.b.
carne assada ou bife q.b.
Confecção:
Dissolve o caldo Knorr na cerveja, leva ao lume e vai juntando os outros ingredientes. Por fim dissolve bem a maizena com leite frio e junta-a ao preparado mexendo sempre até engrossar um pouco. Antes de servir retira-lhe o louro e a chouriça.
Fazer uma sandes com os ingredientes cobrir com queijo, colocar no centro de um prato e regar com o molho, e levar ao forno a gratinar.
CURIOSIDADEEsta receita nasceu na cidade nos anos sessenta numa inovação do croque-monsieur que um emigrante tantas vezes fizera em França, onde trabalhava. A sua forma abundante na quantidade e na diversidade dos artigos que a acompanham, adubada com um molho de marisco picante, veio de facto ao encontro das gentes do Porto que gostam de comidas com sabores carregados e de bom sustento. É, pois, um prato jovem, de convívio, grande na porção, quente no palato, inventivo na receita.

Tripas à Moda do Porto

Ingredientes:  600g de tripa ou dobrada  1/2 mãozinha de vitela (ou de boi)  100g de presunto  1/2 perna de frango  100g de orelha de porco  100g de toucinho entremeado  80g de chouriço de carne  80g de salpicão  80g de chouriço de sangue  4 dl de feijão branco  1 cenoura  1/2 dl de azeite  1 dente de alho  1 cebola  1 raminho de cheiros  1 dl de vinho branco  2 colheres de polpa de tomate  sal e pimenta  cominhos  salsa picada,  piri-piri qb  300g de arroz Confecção: De véspera ponha o feijão de molho, limpe e lave muito bem a dobrada e mãozinhas, escalde e coza, temperando com pedacinhos de cenoura, uma cebola pequena com dois cravinhos espetados e alguns grãos de pimenta.  Normalmente a mãozinha coze primeiro que a dobrada, retirando-se logo que esteja cozida. No próprio dia põe-se o feijão branco a cozer com a cenoura cortada em pedacinhos. Coze-se também o frango, a orelha de porco, o presunto e os enchidos (excepto o chouriço de carne), retirando para fora os elementos que forem ficando cozidos. Escolha e corte também em pedacinhos a dobrada e as mãozinhas. Faça um refogado com azeite, o alho, e a cebola picados e o raminho de cheiros. Quando começar a alourar junte o vinho branco, a polpa de tomate, o chouriço de carne e o toucinho e um pouco de caldo onde cozeu a dobrada (ou caldo de cozer as carnes) passado por passador. Ferve lentamente cerca de 45 minutos. Junte a dobrada e as mãos, retire o chouriço de carne e o toucinho magro, deixe apurar cerca de 15 minutos acrescentando caldo se for preciso. Junte o feijão adicionando mais um pouco de caldo ou água do feijão,  se for necessário. Deixe ferver mais 10 ou 15 minutos,  rectifique de sal, pimenta e piri-piri (facultativo), misture uma pitada de cominhos, mexendo com cuidado.  Sirva em travessa ou outro recipiente, espalhando por cima a orelha cortada em tirinhas finas, o presunto e o frango desfiados, rodelas de salpicão e fatias de toucinho. Polvilhe com salsa picada. À parte sirva o arroz de manteiga seco, feito no forno coberto com rodelas de chouriço de sangue e de carne.
Ingredientes:
600g de tripa ou dobrada
1/2 mãozinha de vitela (ou de boi)
100g de presunto
1/2 perna de frango
100g de orelha de porco
100g de toucinho entremeado
80g de chouriço de carne
80g de salpicão
80g de chouriço de sangue
4 dl de feijão branco
1 cenoura
1/2 dl de azeite
1 dente de alho
1 cebola
1 raminho de cheiros
1 dl de vinho branco
2 colheres de polpa de tomate
sal e pimenta
cominhos
salsa picada,
piri-piri qb
300g de arroz
Confecção:
De véspera ponha o feijão de molho, limpe e lave muito bem a dobrada e mãozinhas, escalde e coza, temperando com pedacinhos de cenoura, uma cebola pequena com dois cravinhos espetados e alguns grãos de pimenta.
Normalmente a mãozinha coze primeiro que a dobrada, retirando-se logo que esteja cozida. No próprio dia põe-se o feijão branco a cozer com a cenoura cortada em pedacinhos. Coze-se também o frango, a orelha de porco, o presunto e os enchidos (excepto o chouriço de carne), retirando para fora os elementos que forem ficando cozidos.
Escolha e corte também em pedacinhos a dobrada e as mãozinhas. Faça um refogado com azeite, o alho, e a cebola picados e o raminho de cheiros.
Quando começar a alourar junte o vinho branco, a polpa de tomate, o chouriço de carne e o toucinho e um pouco de caldo onde cozeu a dobrada (ou caldo de cozer as carnes) passado por passador. Ferve lentamente cerca de 45 minutos. Junte a dobrada e as mãos, retire o chouriço de carne e o toucinho magro, deixe apurar cerca de 15 minutos acrescentando caldo se for preciso.
Junte o feijão adicionando mais um pouco de caldo ou água do feijão, se for necessário. Deixe ferver mais 10 ou 15 minutos, rectifique de sal, pimenta e piri-piri (facultativo), misture uma pitada de cominhos, mexendo com cuidado.
Sirva em travessa ou outro recipiente, espalhando por cima a orelha cortada em tirinhas finas, o presunto e o frango desfiados, rodelas de salpicão e fatias de toucinho. Polvilhe com salsa picada.
À parte sirva o arroz de manteiga seco, feito no forno coberto com rodelas de chouriço de sangue e de carne.
CURIOSIDADEA Cidade do Porto desempenhou um papel de grande relevo na época dos Descobrimentos. Muitas são as passagens descritas que demonstram a bondade, união e determinação deste povo ribeirinho, e é de uma dessas demonstrações que surge o cognome de Tripeiros.

Segundo reza a história o nome de Tripeiros provem de 1415, altura em que o povo ofereceu toda a carne que possuía para alimentar os expedicionários que partiram para a conquista de Ceuta, sob comando do Infante Dom Henrique.

Uma vez feita a oferenda os que ficaram em terra, apenas tiveram as tripas para alimento, criaram-se assim as “tripas à moda do Porto”, apreciadas e conhecidas em toda a parte mas que conseguiram preservar a tradição e um pouco de história de uma nação.

Aletria

Ingredientes:  100 g de aletria  4 dl de leite  150 g de açúcar  50 g de manteiga  3 gemas  casca de limão  canela Preparação: Coze-se a aletria em água durante 5 minutos e escorre-se. Em seguida, leva-se o leite ao lume juntamente com a casca de limão, o açúcar e a aletria e deixa-se cozer. Depois de a aletria estar cozida, junta-se a manteiga e, fora do lume, misturam-se as gemas previamente batidas. Leva-se ao lume apenas para que as gemas cozam ligeiramente. Serve-se a aletria polvilhada com canela.
Ingredientes:
100 g de aletria
4 dl de leite
150 g de açúcar
50 g de manteiga
3 gemas
casca de limão
canela
Preparação:
Coze-se a aletria em água durante 5 minutos e escorre-se.
Em seguida, leva-se o leite ao lume juntamente com a casca de limão, o açúcar e a aletria e deixa-se cozer.
Depois de a aletria estar cozida, junta-se a manteiga e, fora do lume, misturam-se as gemas previamente batidas.
Leva-se ao lume apenas para que as gemas cozam ligeiramente.
Serve-se a aletria polvilhada com canela.

Pudim de Pão

Ingredientes:  leite 1 l  ovos 6  açúcar 250 g  pão 150 g  colher de sopa de mel 1  framboesas 200 g Confecção: Corte o pão em cubinhos e leve-os a tostar um pouco ao forno. Leve ao lume o leite com o mel e o açúcar. Deixe ferver e misture os ovos batidos. Unte uma forma de bolo inglês com manteiga e polvilhe com açúcar. Coloque no fundo o pão e regue com o preparado do leite. Leve ao forno a 150ºC durante 30 minutos. Retire e deixe arrefecer. Leve as framboesas ao lume com igual peso de açúcar e deixe ferver durante 5 minutos, passando depois pelo passe-vite. No prato de servir coloque um fundo de molho de framboesas e uma fatia de pudim de pão.
Ingredientes:
leite 1 l
ovos 6
açúcar 250 g
pão 150 g
colher de sopa de mel 1
framboesas 200 g
Confecção:
Corte o pão em cubinhos e leve-os a tostar um pouco ao forno.
Leve ao lume o leite com o mel e o açúcar.
Deixe ferver e misture os ovos batidos.
Unte uma forma de bolo inglês com manteiga e polvilhe com açúcar.
Coloque no fundo o pão e regue com o preparado do leite.
Leve ao forno a 150ºC durante 30 minutos.
Retire e deixe arrefecer.
Leve as framboesas ao lume com igual peso de açúcar e deixe ferver durante 5 minutos, passando depois pelo passe-vite.
No prato de servir coloque um fundo de molho de framboesas e uma fatia de pudim de pão.

 

2 Comentários

Deixe o seu comentário