Península de Setúbal Vinhos Wines

REGIÃO DE VINHOS DA PENÍNSULA DE SETÚBAL

Mapa da Península de Setúbal

 

A REGIÃO


peninsula-de-setubal1

Situada no litoral oeste, a sul de Lisboa, esta região vitivinícola tem um terroir específico para a produção do famoso e tão apreciado vinho licoroso. “Esta região pode dividir-se em duas zonas orográficas completamente distintas: uma a sul e sudoeste, montanhosa, formada pelas serras da Arrábida, Rosca e S. Luís, e pelos montes de Palmela, S. Francisco e Azeitão, estes recortados por vales e colinas, com altitudes entre os 100 e os 500 m. A outra, pelo contrário, é plana, prolongando-se em extensa planície junto ao rio Sado.

O clima é misto, subtropical e mediterrânico. Influenciado pela proximidade do mar, pelas bacias hidrográficas do Tejo e do Sado e pelas serras e montes da região, tem fracas amplitudes térmicas e um índice pluviométrico entre os 400 a 500 mm”.

Os solos são podsol-graníticos, argilo-arenosos ou franco-argilo-arenosos, calcários com ligeira alcalinidade, na maioria muito fundos e de fraca capacidade de retenção de água, alguns deles compactos e férteis.

A área delimitada abrange no total uma superfície de 9.210 hectares de vinha, admitindo-se que, dessa área, cerca de 2075 hectares estão afectos à produção de vinhos com Denominação de Origem. Uma grande parte dos vinhos é exportada. Existem grandes empresas vitivinícolas na região utilizando tecnologias avançadas de transformação, da uva ao vinho. O Vinho RegionalPenínsula de Setúbal” produz-se em todo o distrito de Setúbal. Já no que respeita aos vinhos com Denominação de Origem, temos duas regiões distintas: Setúbal, para a produção do vinho generoso, e Palmela, onde se produzem vinhos brancos, tintos e rosados, vinhos frisantes e espumantes rosados e vinhos licorosos.

A Comissão Vitivinícola Regional da Península de Setúbal, com a sigla CVRPS foi oficialmente designada como entidade certificadora para exercer funções de controlo da produção e comércio e de certificação dos produtos vitivinícolas com direito às denominações de origem (DO) Palmela e Setúbal e à indicação geográfica (IG) Península de Setúbal.


 

Deixe o seu comentário