Beira Interior Vinhos Wines

GASTRONOMIA DA BEIRA BAIXA E VINHOS DA BEIRA INTERIOR

AAAAA

Pratos apresentados: Sopa de Favas, Bacalhau à Margarida da Praça, Pato com Arroz, Cabrito assado no Forno, Míscaros com Ovos, Tigelada e Papas de Carolo.

———————————————————————————————————————————————————————–

sapadefavas

Sopa de Favas

IDANHA-A-VELHA

Ingredientes:
Para 4 pessoas

* 400 g de vagens de favas (sem grão) ;
* 300 g de batatas ;
* 1 cebola ;
* 1 molho de coentros ;
* 1 dl de azeite ;
* sal

Confecção:

Põe-se uma panela ao lume com as batatas

descascadas, a cebola e os coentros. Quando as

batatas estiverem cozidas, retiram-se os coentros e

passa-se o resto pelo passador.
Entretanto, tem-se já cortado em caldo-verde as

vagens das favas ainda sem grão. Juntam-se ao puré

de batata. Junta-se também o azeite e tempera-se

com sal. Deixa-se cozer e come-se com pão de

centeio.

fonte: Editorial Verbo

———————————————————————————————————————————————————————–

{6C08CBF1-464E-43BF-81E8-3B2BE0CF296B}_bacalhau a margarida da praça

beira_baixa-bacalhau_margarida2

Bacalhau à Margarida da Praça

Ingredientes:
Para 6 pessoas

* 1 bom lombo de bacalhau
* 3 cebolas grandes
* 1 dente de alho
* 5 dl de azeite
* pimenta
* 1,200 kg de batatas

Confecção:

Demolha-se muito bem o bacalhau e assa-se na

brasa ou na chapa.
Tem-se ao lume um tacho com água na qual se dá

uma fervura rápida ao bacalhau.
Entretanto, já se tem preparada uma cebolada feita

com as cebolas cortadas às rodelas finíssimas, o

dente de alho muito bem picado e o azeite.
Cozem-se as batatas com a pele, pelam-se,

cortam-se às rodelas e dispõem-se no fundo da

travessa.
Coloca-se o bacalhau por cima e cobre-se tudo com

a cebolada.
Serve-se bem quente.

fonte: Editorial Verbo

Vinho Recomendado: Quinta dos Termos Branco 2012

———————————————————————————————————————————————————————–

Pato com Arroz

Ingredientes:
Para 8 pessoas

* 1 pato ;
* 2 cebolas ;
* 2 colheres de sopa de azeite ;
* 200 g de toucinho entremeado (fac.) ;
* 1 dente de alho ;
* 1 ramo de salsa ;
* 800 g de arroz ;
* 1 paio pequeno ;
* 1 limão ;
* sal

Confecção:

Prepara-se o pato como habitualmente, depenando-o

em seco. Cortam-se as cebolas e o dente de alho ás

rodelas e dispõem-se num tacho com o azeite e o

toucinho cortado em fatias finas (se for utilizado).

Coloca-se por cima o pato inteiro e deixa-se alourar

bem de todos os lados, virando-o e tendo o cuidado

de não o deixar queimar.
Em seguida retira-se do lume e juntam-se 2 litros de

água ao refogado. Leva-se ao lume e, quando

levantar fervura, introduz-se novamente o pato e o

paio. Deixa-se ferver até o pato acabar de cozer.
Retira-se então o pato e o paio e passa-se o caldo

por um passador. Retira-se também alguma gordura,

se esta for excessiva, e mede-se o caldo. Este deve

ter o dobro do volume do arroz. Adiciona-se o sumo

de limão e leva-se o caldo ao lume até levantar

fervura. Introduz-se o arroz e deixa-se cozer com o

lume muito brando. Quando o arroz estiver quase

cosido e a querer enxugar, retira-se do lume.

Dispõe-se uma camada de arroz a cobrir o fundo de

uma assadeira de barro e espalha-se por cima o pato

cortado em bocados, sem ossos, mas composto,

isto é, os bocados bem formados. Cobre-se com o

restante arroz e, sem alisar, enfeita-se a superfície

com o paio cortado ás rodelas. Leva-se ao forno a

alourar.

Vinho Recomendado: Quinta dos Termos Tinto 2009

———————————————————————————————————————————————————————–

beira_baixa-cabrito_assado_forno

Cabrito assado no Forno

VILA VELHA DE RODÃO

Ingredientes:

* 1cabrito ;
* 2 cabeças de alho ;
* Cebolas ;
* 5 cabeças de cravinho-da-India ;
* Louro ;
* Salsa ;
* 1l de vinho branco ;
* Lascas de toucinho ;
* Azeite

Confecção:

Na véspera, faz-se uma papa com alho pisado, sal e

pimentão e barra-se com ela o cabrito. No dia

seguinte, cobre-se o fundo de uma assadeira com

cebola cortada em rodelas grossas e coloca-se por

cima o cabrito. Rega-se com vinho e juntam-se os

restantes ingredientes. Por cima do cabrito

colocam-se as lascas de toucinho. Leva-se a assar,

de preferência em forno de lenha. Pode

acompanhar-se com batatas assadas em quartos.

fonte: Câmara Municipal de Vila Velha de Rodão

Vinho Recomendado: Quinta dos Termos Rufete Talhão da Serra Reserva 2009

———————————————————————————————————————————————————————–

DSCF0663

Míscaros com Ovos

Ingredientes:
Para 4 pessoas

* 1 kg de míscaros ;
* 100 g de carne de porco ;
* 2 colheres de sopa de azeite ;
* 1 cebola ;
* 1 colher de sopa de colorau ;
* sal ;
* 4 ovos

Confecção:

Arranjam-se os míscaros libertando-os de toda a

terra. Na Beira Baixa é costume descascá-los

(pelá-los). Lavam-se.
Faz-se um refogado com a cebola picada, o azeite, a

carne de porco em bocadinhos e o colorau.

Juntam-se os míscaros e temperam-se com sal.

Deixam-se cozer e apurar. Juntam-se os ovos

batidos e mexe-se deixando-os cozer.

fonte: Editorial Verbo

Vinho Recomendado: Quinta do Cardo Branco 2012

———————————————————————————————————————————————————————–

beira_baixa-tigelada

Tigelada

Ingredientes:

* 1 litro de leite ;
* 7 ovos ;
* 2 colheres de sopa de farinha (mal cheias) ;
* 500 g de açúcar escuro ;
* 1 colher de sopa de mel ;
* raspa da casca de limão ;
* azeite

Confecção:

Untam-se tachinhos de barro vidrado vermelho com

azeite e metem-se em forno bem quente.
Batem-se  muito bem os ovos com o açúcar, o mel e

casca de limão. Esta fase da receita é normalmente

manual para ser batida com força. Em seguida

adiciona-se a farinha e dissolve-se tudo com o leite.
Sem retirar os tachinhos do forno e com a ajuda de

uma concha, deita-se a mistura nos tachos. Deixa-se

cozer até ficar com a consistência de pudim.
Servem-se as tigeladas nos próprios tachos.

Em Peral, freguesia do concelho de Idanha-a-Nova,

estas tigeladas dão origem a uma festa que se

realiza no dia 1 de Maio e que tem o nome de festa

das tigeladas.

fonte: Editorial Verbo

Vinho Recomendado: Vinho Abafado A.C. Covilhã

———————————————————————————————————————————————————————–

papas de carolo

Papas de Carolo

Ingredientes:
Para 4  pessoas

* 3 chávenas de carolo (milho amarelo ou branco

partido) ;
* 1 litro de leite ;
* 1 chávena de açúcar (aprox.) ;
* sal ;
* canela

Confecção:

Para lavar o carolo, este é colocado num alguidar

com bastante água fria e agita-se de modo a trazer

ao de cima o farelo. Retira-se o farelo e muda-se a

água tantas vezes quantas as necessárias para que

o carolo fique bem lavado. Quando o carolo estiver

limpo de farelo, muda-se a pouco e pouco para outro

alguidar com água, para o libertar das areias que se

depositam no fundo, operação que se repete as

vezes necessárias.
Tem-se ao lume uma panela com água temperada

com sal. A água deve ser pelo menos três vezes o

volume do carolo (para cada chávena de carolo,

quatro chávenas de água). Quando a água levantar

fervura, introduz-se o carolo e deixa-se cozer, tendo

o cuidado de o mexer de vez em quando no princípio

e constantemente assim que o preparado se torne

mais espesso. Quando o milho estiver a meia

cozedura, começa a juntar-se o leite a pouco e

pouco, mexendo sempre. Por fim adiciona-se o

açúcar, deixa-se cozer um pouco mais e serve-se em

travessas ou pratos individuais enfeitados com

canela.

fonte: Câmara Municipal da Covilhã

Vinho recomendado: Quinta dos Termos Espumante Natural Rosé 2010

Deixe o seu comentário