Características Castas Castas Brancas Segredos Vinhos Wines

Casta Branca Antão Vaz

logo avaz

Casta Branca Antão Vaz

A casta branca Antão Vaz é uma identidade alentejana para os vinhos brancos, das mais valorizadas e que sendo oriunda da Vidigueira, é resistente a seca e doenças.

A Antão Vaz, é uma casta consensual, rústica mas bem adaptada ao clima quente e soalheiro da grande planície, consistente e produtiva, amadurecendo de forma previsível e homogénea.

1
Antão Vaz na videira

Utilização actual desta casta em plantações é inferior a 0,5% do total plantado (4º lugar no ranking das castas brancas).

Quando vindimada cedo, a casta branca Antão Vaz proporciona vinhos vibrantes no aroma, temperados por uma acidez firme.

Vinha de Antão Vaz
Vinha de Antão Vaz

Se deixada na vinha, pode atingir um grau alcoólico elevado, tornando-a numa boa candidata ao estágio em madeira.

Apresenta cachos de tamanho médio com bagos pequenos e uniformes que são de cor verde amarelada e que no fim da maturação passam a ser de cor amarela.

Videira velha de Antão Vaz
Videira velha de Antão Vaz

Fenologia

  • Abrolhamento: Época média, 4 dias após a ‘Fernão Pires’.
  • Floração: Época média, 4 dias após a ‘Fernão Pires’.
  • Pintor: Tardio, 13 dias após a ‘Fernão Pires’.
  • Maturação: Época média, uma semana após a ‘Fernão Pires’.
Antão Vaz depois de prensada
Antão Vaz depois de prensada

Fonte: Dr. Eiras Dias INIAV

Descrição geral

A casta tem comportamento cultural robusto, tem produtividade elevada.

Tem também a particularidade de apresentar elevada resistência à secura, nestas situações as folhas têm consistência superior às de outras castas.

Antão Vaz em esmagamento
Antão Vaz em esmagamento

Os cachos são compacto e cilíndrico e de maturação uniforme, com boa aptidão para a vindima mecânica.

Fonte: Eng.º Gato CVRA

Descrição do vinho monovarietal

Estes vinhos possuem uma cor citrina e um aroma de intensidade média, mas de grande finura e complexidade, onde sobressaem notas de frutos tropicais maduros.

Na boca, os vinhos são macios, ligeiramente acídulos e estruturados, mantendo a fineza e o frutado.

Vinho Antão Vaz com alguns anos de evolução
Vinho Antão Vaz com alguns anos de evolução

O final é persistente e harmonioso.

É uma casta de elevado potencial qualitativo.

Fonte: Eng.º Paulo Laureano

Deixe o seu comentário