Estremadura

BOMBARRAL – TRADIÇÃO MILENAR

brasao

Situada numa fértil planície de aluvião com pequenos outeiros em seu redor, Bombarral é sede de concelho formado por 5 freguesias. Pensa-se que o seu topónimo tem origem no facto de se extrair bom barro do seu solo.

0f2bdd30

O povoamento da região data de tempos muito remotos, como o testemunham a existência, na Columbeira, de grutas do paleolítico, ainda pouco exploradas, e castros. A primeira referência documental ao Bombarral data do século XII; dois séculos, depois, era granja do Mosteiro de Alcobaça.

2+av-bombarral

D. João I doou-a ao seu monteiro-mor e até 1833 pertenceu à Casa da Rainha. Só em 1944 é elevada a vila e sede de concelho.

2484001

O Bombarral é um importante centro vinícola, sendo a agricultura a base da economia concelhia.

Caves da Quinta de Loridos
Caves da Quinta de Loridos

Para além da sua riqueza histórica, materializada sobretudo nas capelas e solares espalhados pelas várias freguesias, o concelho apresenta belezas naturais como a mata municipal, a lagoa do Ruão e a gruta do Rio com corrente subterrânea.

2436484191_22779cafef

Com pouca indústria, o concelho vive essencialmente da agricultura, e os seus vinhos e frutos (sobretudo pêras) são bem conhecidos.

2553863731_46eeb72433

BREVE HISTÓRIA SOBRE O BOMBARRAL:

Existem aqui vestígios de fixação humana desde os primórdios da pré-história como exempificam: a Gruta Nova, a Lapa do Suão, bem como a fortificação Neolítica da Columbeira e o Castro de S. Mamede, entre outros.

2985267924_8446e9ac74

Embora fazendo parte de Óbidos, D. Afonso Henriques, em 1153, doou aos Monges de Cister toda esta zona muito féril em agricultura.

3256556328_7b6037340e

No passado aqui pernoitaram muitos reis de Portugal nas suas viagens pelo País e também D. João I de Castela.

Vinha na Quinta de Loridos
Vinha na Quinta de Loridos

No século XIV, o Bombarral era uma granja pertencente ao Mosteiro de Alcobaça, e os monges de Cister exerceram grande influência nos métodos e técnicas utilizados nas actividades agrícolas que dominam a região.

Castro

Em 17 de Agosto de 1808, Bombarral foi palco da vitcória na Batalha da Roliça contra as tropas Napoleónicas.

DSCN9575

A vinha, os pomares, a «loiça artística» e trabalhos em vime, madeira e arame fazem parte do «cartão-de-visita» do concelho, mas o Bombarral oferece outros pontos de interesse, como a Igreja da Madre de Deus, a Ermida de São Brás, o Palácio de Gorjões (Museu Municipal) e belas casas, como o Solar dos Loridos e o Solar dos Mellos.

Gruta_Nova

Para os visitantes que chegam de comboio, a estação ferroviária é encantadora, com os seus azulejos ricamente decorados que ilustram o preparo das vinhas e o fabrico do vinho.

Lapa_do_Suao

FONTES: Região de Turismo do Oeste, CM Bombarral e JF Bombarral

Palacio_Gorjao

1 Comentário

Deixe o seu comentário