Vinhos

SOGRAPE AO SERVIÇO DA COMUNIDADE

558c94a9bd31e8b32e14966024340091

Em momentos de incerteza como aqueles que vivemos, os valores de confiança e entreajuda tornam-se essenciais. Para dar resposta às dificuldades criadas pela pandemia mundial, a Sogrape desenvolveu um conjunto de iniciativas de apoio direto à comunidade, desde a produção de álcool gel a programas solidários, porque toda a ajuda importa.

Com uma história de mais de 75 anos, da vida da Sogrape fazem parte todo o tipo de cenários e contextos, mas para a empresa que nasceu em plena 2ª Guerra Mundial, respeitar os locais onde está presente e encontrar formas de os tornar melhores sempre foi uma missão.

Para quem está habituado a enfrentar os desafios do negócio de mãos dadas com a comunidade, encontrar distintas formas de ajudar aqueles que nesta altura mais precisam foi um passo natural. A produção de cerca de 25 mil litros de álcool gel para oferta aos profissionais de saúde, o apoio das suas marcas a um live show solidário e a realização de donativos para equipar hospitais e todos aqueles que estão no terreno, são algumas das iniciativas que têm vindo a ser promovidas pela empresa e seus colaboradores para dar resposta a necessidades urgentes no combate à Covid-19.

Luís Sottomayor, enólogo responsável pelos vinhos do Douro na Sogrape, nomeadamente pelo incontornável Barca-Velha, lidera a equipa que nos últimos dias trocou as garrafas de vinho, rótulos e rolhas para se dedicar à produção de uma solução desinfetante de base alcoólica a 70%.

Elaborada a partir de aguardente vínica, a Sogrape doou cerca de 25 mil litros desta solução para apoiar os profissionais de saúde que estão na linha da frente no combate à COVID-19. Este donativo foi entregue a várias instituições e unidades hospitalares, nomeadamente, Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho, Bombeiros Voluntários de Avintes, Hospital de Campanha do Porto – Pavilhão Rosa Mota, Hospital São João, Hospital Santo António, Hospital de Aveiro, Cruz Vermelha Portuguesa, lar Dona Antónia Adelaide Ferreira, na Régua, IPO Lisboa, entre outros.

Além desta iniciativa própria, a Sogrape e outros produtores do setor mobilizaram-se, através da Associação das Empresas de Vinho do Porto, para produzir 55 mil litros desta mesma solução antisséptica de base alcoólica. Neste âmbito, a solução preparada pela Sogrape destina-se ao IPO Porto e ao Hospital de Braga. 

Foi também imbuída deste espírito social que a Sogrape respondeu ao apelo da Centromarca (Associação Portuguesa de Empresas de Produtos de Marca) para efetuar um donativo com vista a equipar três hospitais (Santo António no Porto, Hospital Universitário de Coimbra e Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Norte, que integra os Hospitais de Santa Maria e Hospital Pulido Valente) com salas de pressão negativa, fundamentais no tratamento dos doentes infetados com o novo Coronavírus.

Num gesto simbólico de agradecimento aos profissionais de saúde, a Sogrape associou-se também à Santini numa oferta de gelado de Vinho do Porto Sandeman com figos e nozes às equipas do Hospital de São João no Porto, no dia de Páscoa. Um mimo especial e reconfortante, para tornar mais doce o dia daqueles que têm sido incansáveis no combate a esta doença.

Num outro registo, mas sempre com o mesmo propósito de ajudar, Mateus Rosé, Gazela, Porto Ferreira, Sandeman, Casa Ferreirinha, Trinca Bolotas e Quinta dos Carvalhais foram as marcas de vinho que se juntaram à plataforma vinhoemcasa.com para promover o live show solidário “Só, mas bem acompanhado”, que decorreu no Instagram e que teve como principal objetivo a angariação de fundos para a Cruz Vermelha Portuguesa.  O  valor angariado pela iniciativa “Só, mas bem acompanhado” permitirá à Cruz Vermelha Portuguesa adquirir e doar a Hospitais e técnicos de saúde equipamentos de proteção individual – como máscaras, fatos protetores e gel desinfetante –, material médico – como testes à COVID-19 e medicação –, e ainda dar resposta a diversas necessidades logísticas, como transporte de doentes, manutenção das Unidades de Campanha Hospitalares, entre outras necessidades. Para além do valor angariado, esta iniciativa deu um apoio precioso ao setor cultural, que tem sido dos mais fustigados pelo confinamento social.

Deixe o seu comentário