Vinho Verde

VINHO VERDE E GASTRONOMIA MINHOTA

PRATOS APRESENTADOS

SOPA:  Caldo de Castanhas Piladas;

PEIXE: Bacalhau à Minhota, Lampreia à Bordaleza e Migas com Bacalhau Assado;

CARNE: Arroz de Sarrabulho à moda da Clara Penha, Entrecosto à Minhota e Cozido à Minhota;

DOCES E SOBREMESAS: Aletria com Ovos, Foguetes de Amarante e Pão-de-Ló de Ponte de Lima;

———————————————————————————————-

Caldo de Castanhas Piladas

 Ingredientes:
– 100 gr de feijão branco (ou feijão frade)
– 80 gr de castanhas piladas secas
– 1 cebola pequena
– 3 colheres de azeite
– 50 gr de arroz
– água e Sal Preparação:
De véspera põem-se as castanhas de molho em água fria. Leva-se ao lume uma panela com água, aproveitando
também a água em que as castanhas demolharam e quando ferver deitam-se os feijões e as castanhas. À parte alourase
no azeite, a cebola cortada às fatias fininhas, juntando-se depois o conteúdo da panela. Quando o feijão estiver
aberto, junta-se o arroz, tempera-se com sal e deixa-se cozer bem.

N.B. Sopa Minhota, comida obrigatoriamente no dia de S.Bartolomeu, em que o povo diz que o diabo anda à solta, e ninguem vai à horta

———————————————————————————————-

Bacalhau à Minhota

De Luis Ferreira


¦4 postas de bacalhau demolhado
¦colorau
¦q.b. pimenta em pó
¦óleo para fritar
¦batatas cortadas em rodelas
¦4 cebolas
¦2 colher de chá alho picado
¦2 dl azeite
¦azeitonas pretas

 Polvilhe as postas de bacalhau com colorau e frite-as em óleo, deixando-as alourar de ambos os lados.  No mesmo óleo, frite as batatas.

Descasque as cebolas e corte-as às rodelas. Junte os alhos, leve ao lume com o azeite e deixe alourar.

Coloque as postas de bacalhau e as batatas num prato e cubra com a cebolada.

Leve ao forno por 5 minutos.

Pode acompanhar com grelos cozidos e azeitonas.

 Vinho recomendado: VV AC Ponte de Lima Branco Loureiro 2009

———————————————————————————————-

Lampreia à Bordaleza
por Maria Adelina Penha da Rocha Barros


Ingredientes:

– 1 lampreia grande
– Vinho tinto
– Noz moscada, louro, alho, pimenta e sal q.b.

Preparação:

Em água a ferver com um pouco de vinagre escalda-se a lampreia tirando-a rapidamente. Depois de escaldada lisma-se e limpa-se a lampreia. Dá-se um corte por baixo dos orifícios da respiração e outro no umbigo para retirar a tripa que deverá sair inteira. Junto à boca existe um pequeno osso que também se deve retirar. Tempera-se a lampreia com o vinho tinto, a noz moscada, o alho, o louro, o sal e a pimenta.

À parte faz-se um refogado onde a lampreia irá estufar juntamente com chouriça caseira partida às rodelas. Rectificam-se os temperos.

Para engrossar a calda, junta-se um pouco de farinha maizena. Para fazer o arroz, basta retirar a lampreia da calda onde se estufou, cozendo nela o arroz.

Vinho recomendado: VV Tapada dos Monges Branco 2009

———————————————————————————————-
Migas com Bacalhau Assado
de Renato Costa


 2 molhos de Nabiça
1 lata de Feijão Frade
1 Broa de milho
2 dentes de Alho
Azeite extra-virgem
Corte dois molhos de nabiças em caldo verde. Ponha a ferver numa panela com muita água. Junte uma lata de feijão frade.
Retire tudo da panela depois de ferver. Escorrer bem e colocar num tacho de barro.
Desfaça uma broa de milho branco. Junte aos legumes no tacho de barro.
Pique muito bem dois dentes de alho e regue tudo com um fio de azeite extra virgem.
Leve ao lume e mexa um pouco para ligar todos os ingredientes. Verifique os temperos.
Retire e acompanhe as migas com bacalhau assado.

Vinho recomendado: VV Muralhas de Monção Branco 2009

———————————————————————————————-

Arroz de Sarrabulho à moda da Clara Penha
Receita de D. Belozinda Varela

Ingredientes:

– 1/2 Kg. de carne de vaca (ganso redondo)
– 1/2 Kg. galinha gorda
– 1/2 Kg. de costeletas de porco frescas
– 1 osso de assuão fresco
– 150 g. de chouriço de carne (caseiro)
– 1/2 coração de porco
– 1/4 kg. de bofe de porco
– 1 Kg. de arroz
– 1/4 de litro aproximadamente de sangue de porco (ao que se junta um pouquinho de vinagre para não coagular).

Preparação:

Num tacho, põem-se as carnes todas a ferver em 3 litros aprox. de água fria, junta-se um pouco de louro, cravinho, noz moscada, sal e pimenta. Deixam-se cozer as carnes muito bem retirando a espuma que se forma na superfície.

Logo que as carnes estejam bem cozidas, retira-se tudo do lume. As carnes depois de arrefecidas são desfiadas.

À calda de cozer as carnes, depois de rectificados os temperos é retirada a gordura que porventura esteja a mais, leva-a novamente ao lume e deixa-se levantar fervura tendo já acrescentado a água necessária. Junta-se o arroz. Quando estiver meio cozido, junta-se as carnes desfiadas e o sangue liquefeito. Rectificam-se temperos e deixa-se ferver até o arroz estar cozido completamente. Junta-se-lhe, então, sumo de limão, cravinho e cominhos em pó. Serve-se, de imediato.

Em travessa à parte vão os rojões e as frituras de belouras, chouriça de verde e tripa enfarinhada. Os rojões levam também batata loura, cortada em cubos e vão guarnecidas as travessas com limão às rodas e salsa em ramo.

Vinho recomendado: VV AC Ponte de Lima Tinto 2009

———————————————————————————————-
Entrecosto à Minhota
De Luis Ferreira


Ingredientes:

¦1 cebola
¦700 grs. de entrecosto
¦150 grs. de toucinho entremeado
¦100 grs. de chouriço de carne
¦1 folha de louro
¦2 dentes de alho
¦1 cebola grande
¦1 colher de chá de colorau
¦1 colher de sopa de vinagre
¦2 dl de vinho tinto verde
¦1 raminho de salsa
¦sal q.b.
¦1 colher de café de cominhos moídos
¦pimenta moída na altura q.b.
¦400 grs. de arroz
¦2 colheres de sopa de banha
¦1 dl de azeite
¦5 dl de água ou caldo de carne

Confecção:

Corta-se o entrecosto e o toucinho em bocados pequenos, colocam-se numa taça e junta-se-lhes a cebola picada, os alhos esmagados, a folha de louro, a salsa, o vinho tinto, a colher de vinagre, o colorau, os cominhos, sal e pimenta.
Mexe-se bem e deixa-se ficar neste tempero de um dia para o outro.
Escorre-se a carne e os temperos, separando tudo do vinho.
Leva-se um tacho ao lume com a banha e o azeite a derreter.
Junta-se a carne e os temperos escorridos e vai-se mexendo, de vez em quando, até a cebola alourar bem sem queimar.
Junta-se depois o líquido da marinada tapa-se o tacho e deixa-se ferver durante 1 minuto.
Adiciona-se 5 dl de água ou caldo de carne e o chouriço e deixa-se cozer tapado em lume moderado.
Acrescenta-se de vez em quando um pouco de água e sal para temperar.
Quando tudo estiver meio cozido, retira-se o chouriço.
Deixa-se levantar fervura, rectificam-se os temperos e junta-se o arroz (por cada 1 chávena de arroz, será 2 de caldo).
Mexe-se, deixa-se levantar fervura, tapa-se o tacho e deixa-se cozer durante 18 minutos em lume muito brando.
Serve-se imediatamente decorado com rodelas de chouriço, azeitonas pretas e raminhos de salsa.

Vinho recomendado: VV Tapada dos Monges Tinto Vinhão 2009

———————————————————————————————-

Cozido à Minhota
De Luis Ferreira 

Ingredientes:

¦1/2 galinha;
¦350g de presunto;
¦350g de carne de vaca (perna);
¦salpicão;
¦250 g de orelheira ou focinho filmados;
¦1 couve tronchuda;
¦3 cenouras;
¦5 batatas;
¦sal;
¦pimenta.

Para o arroz:

¦350 gr de arroz;
¦1 cebola;
¦1 dl de azeite;
¦As asas e o pescoço de frango (ou de 1 galinha);
¦50 g de presunto;
¦Sal e pimenta.

Preparação:

Depois de arranjada, introduz-se a galinha numa panela grande com água fria. Junta-se a carne de vaca e a orelheira (ou o focinho). Quando a galinha estiver meio cozida, metem-se na panela o presunto e o salpicão. Meia hora depois juntam-se as cenouras, as couves e as batatas e deixa-se ferver durante mais meia hora. Para servir, coloca-se a galinha e a carne de vaca cortada aos bocados no centro de uma travessa e à volta põe-se a orelheira e o presunto também cortados aos pedaços, o salpicão às rodelas, as cenouras, as batatas e as couves. O arroz pode ser servido no alguidar em que vai ao forno, ou então moldado no centro da travessa e rodeado por todos os ingredientes.
Preparação do arroz:

Pica-se a cebola e, num alguidar de barro, aloura-se com o azeite, juntam-se as asas e o pescoço do frango e o presunto cortado aos bocadinhos. Deixa-se refogar. Rega-se o refogado com água – o mesmo volume do arroz –, tempera-se com sal e pimenta, deixa-se levantar fervura e junta-se o arroz lavado e bem escorrido. Logo que levantar fervura, introduz-se o recipiente no forno e deixa-se o arroz cozer até ficar seco e solto.

Vinho recomendado: VV AC Ponte de Lima Tinto Vinhão 2009 

———————————————————————————————-

Aletria com Ovos
De Luis Ferreira


Ingredientes:
Para 4 pessoas

¦100 g de aletria ;
¦4 dl de leite ;
¦150 g de açúcar ;
¦50 g de manteiga ;
¦3 gemas ;
¦casca de limão ;
¦canela
Confecção:

Coze-se a aletria em água durante 5 minutos e escorre-se.
Em seguida, leva-se o leite ao lume juntamente com a casca de limão, o açúcar e a aletria e deixa-se cozer.
Depois de a aletria estar cozida, junta-se a manteiga e, fora do lume, misturam-se as gemas previamente batidas.
Leva-se ao lume apenas para que as gemas cozam ligeiramente.
Serve-se a aletria polvilhada com canela.

Vinho recomendado: Espumante Miogo Rosé Espadeiro 2008

———————————————————————————————-

Foguetes de Amarante
Ingredientes:
250 g de açúcar ;
125 g de amêndoas ;
2 ovos inteiros mais 7 gemas ;
folhas de obreia (hóstia) ;
250 g de açúcar para a calda
Confecção:

Leva-se o açúcar ao lume com um pouco de água (1 dl mal medido)  e deixa-se ferver até fazer ponto de espadana. Juntam-se as amêndoas peladas e raladas e deixa-se cozer até espessar. Retira-se do calor e, depois de frio, adicionam-se os ovos. Mexe-se muito bem e leva-se o doce novamente a lume brando, mexendo, só para cozer os ovos.
Cortam-se as folhas de obreia em quadrados com 5,5 cm. Com um paninho molhado em água fria humedecem-se um a um os quadrados de obreia. À medida que se vão humedecendo, vão-se recheando com o preparado anterior bem frio e enrolado em forma de charuto. Levam-se ao forno, devendo os topos ficar virados para o lado do calor (fornos a gás).
Depois de frios, passam-se por uma calda de açucar em ponto de pérola e deixam-se secar.

Vinho recomendado: Espumante AC Ponte de Lima Branco Loureiro 2008

———————————————————————————————-

Pão-de-Ló de Ponte de Lima

 

Composição:
14   gema(s) de ovo

5   ovos

130 gr de  farinha de trigo

340 gr de  açúcar
1.Este bolo vai a cozer em forma de barro não vidrado, e forrada com papel grosso e untado com margarina e com a outra parte da forma de barro por cima.
2.Num recipiente batem-se muito bem as gemas e os ovos inteiros, com o açúcar, durante 3o minutos.
3.Peneira-se a farinha e envolve-se sem bater na gemada, até estar a farinha toda envolvida.
4.Deita-se esta mistura na forma de barro que já está preparada.
5.Vai a cozer em forno pré aquecido 160º C, mais ou menos 30 minutos, verifique se está cozido.

Nota:
Caso não tenha estas formas de barro, pode fazer em forma normal de pão de ló e forrada da mesma maneira.Ter de ter atenção ao tempo de cozedura.

Vinho recomendado: Espumante Castas de Monção Alvarinho/Trajadura 2007

 FONTES: http://www.wikipediadereceitas.com

                 http://www.culinarias.net

2 Comentários

  1. “Ponte de Lima” tem excelente gastronomia…bons vinhos, paisagens deslumbrantes,óptimo alojamento, monumentos, feiras, artesanato,festas e romarias,inúmeras actividades como: Golfe,centro hípico,ténis,natação, canoagem,aluguer de bicicletas etc. zonas de lazer e uma qualidade de vida imcomparável…
    Chamo a atenção para a “Vaca das cordas” que de realiza no dia 2 de Junho e a “Feira do Cavalo” que se realiza no último fds de Junho.(Entre muitas outras actividades…).

Deixe o seu comentário