Douro Vinhos

VALE DA CORÇA – QUINTA DE BRUNHEDA

Durante décadas esta companhia familiar e independente, situada na região do Alto Douro no nordeste de Portugal, produziu vinhos generosos de grande qualidade, cujo destino foram sempre alguns dos melhores exportadores de Vinho do Porto situados em Vila Nova de Gaia.

Para que isto seja possível, em complemento da experiência adquirida durante muitos anos, a modernização da vinha, a inovação técnica e o melhoramento da qualidade das castas, foram também decisivos e baseados sempre numa grande dedicação profissional e espírito criativo.


A Quinta de Brunheda é composta por 360 ha de terra, situados num anfiteatro de rara beleza natural, que se estendem ao longo das duas margens do Rio Tua, afluente do Rio Douro, sendo reconhecida como uma das mais emblemáticas da região e estando na posse da família Mesquita desde 1720.


As vinhas da Quinta de Brunheda estão situadas no coração da região demarcada do Douro, assim decretada em 1756, pelo Marquês de Pombal, primeiro-ministro de Portugal à época, sendo assim a região vinícola demarcada, mais antiga do mundo.


Na década de 90, a empresa começou a produzir vinhos do Douro DOC, sob as suas próprias marcas (Brunheda, Encostas do Tua, Vale da Corça, Vinha da Pala), obtendo nas mesmas uma reconhecida distinção, assinalável qualidade e acentuados carácter próprio e personalidade.


O clima, característico da sub-região do Douro superior, é de extremos, com Invernos muito rigorosos e Verões com registos de temperaturas que chegam a atingir 45 ºC.

 Este clima, associado aos solos xistosos muito pobres, origina as condições naturais ideais para a produção de vinhos de elevada qualidade, obtidos de uvas com cotação elevadíssima.


Os Vinhos da Brunheda são produzidos a partir de castas tradicionais da Região do Douro:

Touriga Nacional, Touriga Franca, Sousão, Tinta Roriz, Tinta Barroca, Tinto Cão, Tinta Amarela, Tinta da Barca, Tinta Francisca, Esgana Cão, Tinta Carvalha, Tinta Caiada, Gouveio, Boal e ainda outras,

situadas em vinhas muito velhas, nos vinhos tintos; e Malvasia Fina, Códega do Larinho, Rabigato, Viosinho, Dona Branca e Cercial nos vinhos brancos.

A determinação da data ideal de colheita é definida com base num rigoroso controlo de maturação, através de análises do teor em açúcares e dosagem de acidez.


As uvas são apanhadas à mão e o processo de fermentação, dá-se cubas de aço inoxidável com controlo de temperatura.

O estágio dos vinhos é levado a cabo em barricas novas de carvalho francês de 225L.


Todos os vinhos são produzidos exclusivamente com uvas provenientes das vinhas da Quinta de Brunheda, onde progressivamente se diminui o uso de pesticidas e se passaram a efectuar processos de trabalho na vinha com compostos orgânicos, dentro das mais exigentes normas de qualidade que actualmente direccionam a produção de vinhos de classe elevada.


Actualmente a estratégia principal de empresa assenta na rigorosa prossecução e melhoria dos elevados níveis de qualidade e distinção atingidos pelos seus vinhos, distinguidos pelo carácter da sua individualidade e cunho muito particular dos seus produtores, a que acrescem as condições naturais de excelência onde os mesmos têm origem.

FONTE: Site do Vale da Corça.

3 Comentários

Deixe o seu comentário