Douro

GASTRONOMIA EM VILA NOVA DE FOZ CÔA – Cabrito Assado, Bacalhau Assado no Forno e Migas de Grelos e Lampreia de Ovos

A Gastronomia é bastante apaladada e rica em pratos variados. Vegetais frescos e frutos saborosos conferem às ementas o sabor natural dos produtos, assim como o seu potencial vitaminico da casca.

Comecemos pelo vinho que o vinho é requinte da mesa em dia de festa. Vinho branco ou tinto, encorpado ou forte, como todos os maduros genuínos do Douro.

O pão local de agradável sabor, de trigo ou de centeio, com que se bebe um “copo” acompanha bem o queijo, o chouriço ou as azeitonas, produtos regionais de grande qualidade.

O azeite é do melhor e pode acompanhar cozidos suculentos salteados com couves tenras, repolhos e grelos.

O peixe do Rio Douro e seus afluentes, a carne de porco, de cabrito ou de anho e a caça como o coelho, a lebre e a perdiz são pratos muito apreciados.

A fruta é variada no fim do Verão, os pêssegos carnudos, os figos de mel, os melões deliciosos, as laranjas e as uvas. Todavia, são os frutos secos em especial a amêndoa que fornecem a matéria prima para as especialidades culinárias mais requintadas: os doces de amêndoa, as súplicas, as lampreias de ovos e ainda os “coscorões”, os folares e as bolas toscas, livradas e picadas.

======================================================

Cabrito Assado

cabrito-no-forno


Ingredientes:
Para 6 a 8 pessoas

1 cabrito de 3 a 3,5 kg (sem a fressura) ;
5 dentes de alho ;
1 colher de sopa de colorau ;
1 folha de louro ;
5 colheres de sopa de azeite ;
3 colheres de sopa de banha ;
0,5 litros de vinho branco ;
sal grosso

Confecção:

Depois de limpo e de se lhe ter retirado a fressura, barra-e o cabrito interior e exteriormente com uma papa feita com os alhos esmagados, sal grosso, o colorau (que aqui se chama pigmento), o louro, o azeite e a banha. O cabrito deverá ficar assim temperado de um dia para o outro ou pelo menos 3 a 4 horas.
Coloca-se então numa assadeira de barro e leva-se a assar em forno bem quente. Quando o cabrito se apresentar meio assado, começa a regar-se com o vinho branco (de vez em quando). O cabrito deve ficar bem tostado.
Acompanha com batatinhas que se cozinham do seguinte modo: Depois de lavadas, cozem-se com a pele 2 kg de batatinhas pequenas. Pelam-se e alouram-se depois num pouco de azeite onde previamente se alourou um dente de alho.
Juntam-se ao cabrito quando estiverem bem louras.

Bacalhau Assado no Forno e Migas de Grelos
4 Pessoas

bacalhau assado

Ingredientes:

alho: 8 dentes
azeite: 3.5 dl
bacalhau: 4 postas
cebola: 2
colorau: 1 colher de chá
grelos de nabo: 0.5 molho
leite: q.b.
louro: 2 folhas
pão: 3
pão ralado: 1 colher de sopa
pimenta: q.b.
queijo ralado: 1 colher de sopa
sal: q.b.
Preparação:
Corte as cebolas às rodelas. Estale 4 dentes de alho inteiros no azeite. Tempere com pimenta e colorau. Numa assadeira deite a cebolada. Passe o bacalhau pela mistura de pão e o queijo ralados e coloque com cuidado cada uma das postas sobre a cebolada. Leve ao forno bem quente. Logo que o bacalhau comece a ficar tostadinho regue com o próprio azeite. Entretanto, prepare as migas de grelos. Demolhe o pão em água morna e regue com um fio de azeite. Tempere de sal e pimenta. Lave os grelos, escorra bem e introduza em azeite quente onde fritou já 4 dentes de alho. Junte o pão desfeito e bem escorrido. Vá voltando com a colher de pau. Sirva o bacalhau na assadeira e acompanhe com as migas de grelos numa travessa e enfeite com azeitonas.

Lampreia de Ovos

Lampreia


Ingredientes:

1 kg de açúcar
2 colheres de sopa de açúcar de pasteleiro
5 dl de água
amêndoa q.b.
1 cereja em calda
3 claras
1 figo cristalizado
20 gemas
2 ovos
3 gotas de sumo de limão

Preparação:

Misture as gemas com os ovos e bata com uma faca só para os cortar. Passe por um passador de rede, mas sem forçar. Deite o açúcar e a água num tacho largo, deixando ferver em lume brando durante 8 minutos exactos.

Junte 2 das claras de ovo batidas e retire-as depois de cozidas (serve apenas para provocar espuma no açúcar).

Leve de novo a calda ao lume, deite porções de gemas de ovo num funil e deixe cair em fios sobre o meio do tacho, onde o açúcar forma a espuma.

Deixe ferver 30 segundos, mexa com cuidado, vire-os, retire com uma escumadeira e escorra. Repita a operação até gastar 2/3 das gemas. Sempre que retirar os fios de ovos, junte 2 colheres de sopa de água no açúcar, de modo a manter o ponto.

Quando já tiver feito os fios de ovos com 2/3 da massa, deite 1 decilitro de água na calda do açúcar, deixe ferver e retire as impurezas com uma escumadeira. Reduza o lume ao mínimo possível para manter a fervura e deite uma colher de sopa de gemas, que começarão a alastrar, formando uma espécie de crepe (que ao princípio deverá ser transparente).

Com uma colher, empurre para os lados, para obter uma capa o mais fina possível. Deixe cozer lentamente até ficar mais opaca e brilhante. Com cuidado, ponha a escumadeira por baixo, levante a capa, vire-a e deixe-a cozer desse lado (se não a conseguir virar, carregue apenas ligeiramente para baixo, para que a parte de cima coza).

Retire, ponha num prato e repita até acabar as gemas. Coloque 1/3 dos fios de ovos num prato, dispondo-os do feitio da lampreia (mais grosso do lado da cabeça e mais fino do lado da cauda). Cubra com as capas, ajeitando-as com as mãos, dando-lhes forma e tendo o cuidado da capa da cabeça ser mais rija do que a do corpo.

Molde a boca com uma tesoura e coloque um gomo de figo cristalizado com a casca virada para fora a fazer de língua da lampreia. Espalhe o resto dos fios de ovos em volta, formando um círculo com a lampreia no centro. Com o açúcar em pó, a meia clara de ovo restante e sumo de limão prepare o glacé real e decore a lampreia com ele.

Corte a cereja ao meio e ponha-as no sítio dos olhos da lampreia. Com o glacé desenhe a boca, os lábios (contornando o figo), os olhos (em volta das cerejas) o lombo, os contornos, etc. Coloque as amêndoas prateadas nos fios de ovos que envolvem a lampreia.

4 Comentários

Deixe o seu comentário