Segredos Vinhos

Como escolher os vinhos perfeitos para o Natal?

30 Bons Vinhos Portugueses a acompanhar a Ceia de Natal

Evite vinhos muito valiosos, sem fruta ou com muita idade

Na hora de selecionar os vinhos para o Natal, não opte por vinhos muito valiosos, mas antes, em néctares mais fáceis de entender, menos radicais e de perceção mais direta, que constituam uma escolha segura, que possa ser apreciada por todos. A quadra natalícia não é a melhor ocasião para servir vinhos laranjas, sem fruta ou com muita idade, pois os paladares formatados raramente os valorizam.

Vinhos Generosos para despertar as papilas gustativas

Assim, selecione algumas garrafas dos quatro grandes vinhos fortificados que os portugueses mais gostam – os vinhos do Porto, Madeira, Moscatel de Setúbal e Carcavelos. Uma vez que são maioritariamente doces, podem ser degustados no final da refeição, podendo antecipar os menos doces para o início ou para os momentos antes do repasto. Para despertar as papilas gustativas, nada como provar os vinhos do Porto brancos secos ou os vinhos da Madeira secos, como o Sercial.

Vinhos densos, com acidez mais vincada

Quanto aos melhores companheiros do fiel amigo – o bacalhau, saiba que pode acompanhar este peixe tanto com branco, como com tinto. Tudo depende do gosto e, também, da forma de confeção do bacalhau. O importante é optar por vinhos algo densos, mas com uma acidez mais vincada para equilibrar com o Azeite do prato. Néctares que sejam cheios, elegantes e vivos. Os vinhos, quer brancos quer tintos, que melhor cumprem estes requisitos provêm da região do Dão.

 

Vinho tinto é sempre uma escolha acertada

Já para acompanhar o peru, a escolha também não é difícil. Visto que esta carne tem um sabor algo indistinto, pode dizer-se que qualquer vinho tinto será uma boa aposta. Para beber com cabrito, poderá também selecionar um vinho do Dão costuma dar excelentes resultados.

Vinho para adoçar a conversa

Para terminar a refeição em beleza, retorne aos vinhos generosos, podendo aqui escolher algo mais doce, como um Porto Colheita, um Moscatel de Setúbal, um Carcavelos ou um vinho da Madeira, com indicação de idade das castas Boal ou Malvasia. Pode ainda regar a continuação da conversa com um copo de espumante, brindando ao Natal e ao bom convívio à mesa.

 

Fonte: Ekonomista

Deixe o seu comentário