Roteiros Turismo Vinhos Wines

Casta Alvarinho

Alvarinho (clique para conhecer melhor)

A casta Alvarinho é considerada, por muitos, a melhor casta branca enxertada nas vinhas portuguesas e produz um vinho de elevadíssima qualidade; É rara, de baixa produção e dá origem a vinhos únicos em termos de aroma e sabor; As uvas Alvarinho são as mais valiosas e bem pagas de todo o País.

Atualmente é plantada em diversas regiões de Portugal e do Mundo, mas é na Sub-região de Monção e Melgaço que se revela e atinge o máximo das suas potencialidades devido ao seu terroir único no mundo; Aqui o Alvarinho é especial, a região está protegida por um conjunto de montanhas que criam condições de precipitação, temperatura e horas de sol necessárias para a melhor maturação desta casta.

O vinho Alvarinho é um vinho nobre, diferente dos restantes Vinhos Verdes, pela sua estrutura, pelas suas características singulares e sua mais elevada graduação alcoólica (entre 11º e 14º). Os vinhos verdes são leves, pouco alcoólicos (8,5º -10º) e menos encorpados;

O vinho Alvarinho é um Vinho Verde branco, de paladar fresco, de cor citrina e de aroma delicado. Tem carácter requintado e é, pela sua originalidade, considerada por muitos especialistas um dos melhores vinhos brancos do mundo.


Caminhos do Alvarinho entre Monção e Melgaço

Do Minho, o rio e a região, vem-nos um apelo forte. A paisagem, uma certa doçura de clima, gastronomias harmoniosas, a vizinhança galega. Mais as gentes, naturalmente, e depois um “ex-libris”: o vinho Alvarinho.

guia_rota
Mapa da Rota do Alvarinho. FONTE: Rota do Alvarinho

Entre Monção e Melgaço, cada vez mais a vinha se torna uma evidência e produto de uma região. Tudo junto, apetece partir para Norte. Deixando marcadas algumas notas prévias: há uns 50, 60 anos, menos mesmo, o Minho era mais de 90 por cento de vinho tinto contra uns nove de vinhedos brancos.


A Sub-região de Monção e Melgaço

Integra os concelhos de Monção e Melgaço.

A sub-região de Monção e Melgaço possui um microclima muito particular, sendo exclusiva nas castas Alvarinho (branca) e Pedral (tinta) e divide com a sub-região de Baião a recomendação para o Alvarelhão (tinta), três castas de maturação precoce.

Nesta sub-região os solos são de origem granítica, existindo em alguns locais faixas com calhau rolado. Este microclima caracteriza-se por Invernos frios com precipitação intermédia, ao passo que os Verões são bastante quentes e secos, o que denota uma influência atlântica limitada.

A sub-região desenvolveu-se à volta da margem sul do rio Minho numa zona de meia encosta. Os vinhos extremes da casta Alvarinho são o ex-libris da sub-região de Monção e Melgaço.

Deixe o seu comentário