Vinhos

Soalheiro Primeiras Vinhas – Alvarinho 2017

77

Tivemos oportunidade de provar o vinho Soalheiro Primeiras Vinhas – Alvarinho 2017, produzido na região de Vinhos Verdes, com uvas de Alvarinho, produzidas segundo os conceitos da agricultura biológica, colhidas manualmente nas vinhas velhas com mais de 40 anos.

Vinusoalleirus, Lda  é um produtor situado em Melgaço, região mais norte de Portugal, está protegida por um conjunto de serras que permitem um casamento perfeito entre a pluviosidade, a temperatura e o número de horas de sol necessários à melhor maturação das uvas da casta Alvarinho, além de uma boa exposição solar em local soalheiro, que pelos vistos, deu também o nome à parcela que esteve na origem da marca, sendo que, Soalheiro é a primeira marca de Alvarinho em Melgaço.

Soalheiro, é uma marca de um produtor que habitualmente dá-nos o privilégio de tomar conhecimento, avaliar e conhecer mais do que melhor se faz em Portugal. 

Esta nota de prova do vinho Soalheiro Primeiras Vinhas 2017 resulta de uma avaliação realizada a um conjunto aleatório de amostras recebidas, onde se encontrava este vinho numa prova cega.

soalheiro.primeiras.vinhas.2017

Sobre o Vinho Aprovado

Região: Vinhos Verdes

Produtor: Vinusoalleirus, Lda.

Castas: Alvarinho.

Álcool: 13º

Nota de Prova

  • Aspecto: Cor amarela citrina.
  • Aroma (nariz): Muito intenso.
  • Paladar (boca): Boca redonda, doce.
  • Final de boca: Doce.

Classificação: 77

Antecedentes:

O Soalheiro é uma marca que frequentemente é aqui avaliada, e pode ver ou rever uma edição de 2015 deste mesmo vinho, clique aqui.

Harmonização:

Não foi o caso desta prova, mas este vinho era companhia óptima para um aperitivo.

Apontamento final:

Nunca é demais lembrar que estando perante um Vinho Verde, estamos perante algo único no mundo, exclusivamente produzido na Região Demarcada dos Vinhos Verdes, que se situa a noroeste de Portugal, produzido somente a partir das castas autóctones da referida região, preservando a sua tipicidade de aromas e sabores tão diferenciadores a nível mundial.

Deixe o seu comentário