Vinhos

As novas colheitas de Howard’s Folly apresentam rótulos pintados por crianças

2020 Releases

Com o lançamento das suas últimas colheitas – o Sonhador Branco 2019, o Sonhador Tinto 2016, o seu primeiro Rosé, o 2019, e em breve, o tão aguardado Alvarinho 2018 -, a Howard’s Folly está a destacar a vertente caritativa do seu projeto, reafirmando a sua ligação à Sovereign Art Foundation, com rótulos desenhados por crianças que a instituição apóia.

 

Vinho, arte e caridade são os três pilares da Howard’s Folly. A adega urbana, situada na cidade Alentejana de Estremoz, é conhecida pela sua forte componente artística, com obras de arte contemporânea, de artistas internacionais, espalhadas pelas suas instalações, e tendo recentemente inaugurado uma galeria de arte numa das torres do edifício.

 

Quanto à vertente caritativa do projeto, até agora, consistia em apoiar a Sovereign Art Foundation (SAF) – uma instituição de caridade baseada na arte, criada pelo fundador da Howard’s Folly, o empreendedor e colecionador de arte Howard Bilton -, doando parte das receitas das vendas de vinho à instituição.

 

Tendo vivido muitos anos na Ásia, Howard Bilton testemunhou em primeira mão o trauma que as crianças das ruas sofrem em países tal como o Vietnam e o Camboja. Traumas sobre os quais crianças têm dificuldade em falar. Foi por esta razão que ele criou a SAF, ao perceber que a arte e a pintura poderiam ser usadas como forma alternativa de terapia. Ele fundou a instituição de caridade em 2003, com dois objetivos bem claros: reconhecer novos talentos da arte contemporânea em todo o mundo, e levar os benefícios comprovados das artes expressivas para crianças carenciadas.

 

Todos os anos, a fundação organiza o Sovereign Asian Art Prize, um concurso de arte, cujos lucros revertem em parte para a fundação, e cuja obra vencedora é destacada no rótulo de um vinho Howard’s Folly. Este ano, Howard Bilton decidiu celebrar o trabalho que a instituição desenvolve de forma ainda mais clara: reproduzindo obras de crianças, que participaram num dos seus programas de reabilitação, nos rótulos dos seus vinhos Sonhador.

 

Ao comprar estes vinhos – dois brancos, um rosé e um tinto (cada um € 12,00/ garrafa) -, não está apenas a comprar excelentes colheitas, produzidas pelo premiado enólogo australiano David Baverstock, também está a ajudar crianças desfavorecidas.

 

Atualmente a Sovereign Art Foundation ajuda crianças na Ásia, e em breve também apoiará crianças em Portugal. “Há vários anos que a SAF organiza um Prémio de arte para escolas, destinado a incentivar a arte nas escolas em Portugal”, explica Howard Bilton. “Este prémio tem estado em grande medida focado nas escolas do Algarve, mas agora existem planos para o alargar para todo o país.”

Deixe o seu comentário