Vinhos

Vinhos do Alentejo crescem 7% no Brasil e apresentam programa sustentável

festival-vinhos-portugal-brasil-1

A Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA) registou, no primeiro semestre de 2020, um aumento de 7% nas exportações para o Brasil. Este crescimento motiva, agora, uma apresentação do Programa de Sustentabilidade dos Vinhos do Alentejo (PSVA) àquele que é o principal mercado internacional para a região. A iniciativa está agendada para a próxima quarta-feira, 07 de outubro, às 19h00, nas plataformas online da CVRA.
 
Na ação vão estar presentes sommeliers e opinion leaders de relevo no mercado sul-americano, como por exemplo Gustavo Pádua, Manoel Beato, Susana Bareli, Ricardo Castillo e Juliana Ventura, bem como representantes de alguns dos maiores meios de comunicação social do Brasil, que terão a oportunidade de conhecer o Programa que pretende colocar a sustentabilidade ambiental, social e económica no centro da produção vitivinícola.
 
João Barroso, coordenador do PSVA, Sandra Alves, enóloga da Quinta do Esporão, Alexandre Relvas, administrador da Casa Relvas e Pedro Baptista, vice-presidente da Fundação Eugénio de Almeida, serão os anfitriões do evento exclusivamente organizado para o mercado brasileiro, que ocupa já o primeiro lugar dos destinos que mais importam vinho alentejano.
 
“Os vinhos do Alentejo representam quase 25% de todas as vendas de vinhos portugueses no Brasil e, pela evolução das exportações nos últimos quatro anos, verificámos que vendemos mais e melhor, ou seja, aumentamos em volume e em valor. A apresentação desta nossa iniciativa inovadora vai permitir o estreitar de laços com este público tão importante para a nossa região e dar a conhecer os esforços que estão e que podem ser feitos, também ao nível da vinha e adega, em nome de um futuro mais verde e mais justo”, explica o presidente da CVRA, Francisco Mateus. 
 
Francisco Mateus acredita que o selo de produção sustentável a apresentar, também, contribuirá para um aumento ainda maior das exportações de vinho alentejano para o Brasil.
 
Recorde-se que exportações de vinho alentejano têm vindo a registar um aumento sustentado ao longo dos últimos 5 anos, traduzindo-se num crescimento de 65% em volume e 58% em valor.

Deixe o seu comentário